© Instagram/Reprodução

Kenzo Takada morre vítima de Covid-19 aos 81 anos

O estilista vestiu cantoras famosas como Beyoncé e Rihanna

O estilista japonês Kenzo Takada, criador da marca de roupas e perfumes Kenzo, morreu neste domingo (4), aos 81 anos, vítima do novo coronavírus. Ele estava internado no American Hospital, em Paris. As informações são de seu porta-voz.

Nascido em Himeiji em 1939, estudou na Bunka Fashion College, em Tóquio, sem a aprovação dos pais. Ele ganhou o prêmio Soen da universidade. Segundo a Vogue inglesa, ele foi um dos primeiros alunos do sexo masculino a ser admitido na instituição.

Kenzo chegou de navio ao porto francês de Marselha em 1965 e, apaixonado por Paris, mudou-se em definitivo para a capital francesa.

A primeira coleção de Takada foi lançada em 1970 e seis anos depois ele criou a própria marca, apenas com seu primeiro nome.

O estilista, que vestiu cantoras famosas como Beyoncé e Rihanna, anunciou sua aposentadoria da moda em 1999, mas continuou fazendo projetos esporádicos. Em janeiro deste ano, lançou uma marca de luxo para itens de casa, a K3, que incluía designs que vão desde móveis a tapetes e cerâmicas.

Com quase oito mil desenhos, Takada “nunca deixou de celebrar a moda e a arte de viver”, afirma o porta-voz.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também