Justiça pede mais tempo para analisar caso de Rubens Bomtempo

O pedido de "vista" ocorreu por conta de uma decisão da última semana, da juíza Cláudia Wider da 4ª Vara Cível, que anulava o processo de perda dos direitos políticos, por constatar plágio na decisão.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Na noite da terça-feira (3), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou o recurso do atual Deputado Estadual Rubens Bomtempo (PSB) para assumir a Prefeitura de Petrópolis por ter recebido a maior quantidade de votos válidos nas Eleições de 2020.

Na sessão, transmitida online, o ministro e relator, Sérgio Banhos, votou a favor do indeferimento do recurso de Rubens Bomtempo. Já o ministro Alexandre de Moraes pediu “vista” do processo, para ter mais tempo para analisar o caso.

O pedido de “vista” ocorreu por conta de uma decisão da última semana, da juíza Cláudia Wider da 4ª Vara Cível, que anulava o processo de perda dos direitos políticos, por constatar plágio na decisão. Com isso, o processo segue correndo e a cidade continua com um governo interino.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.