Justiça do Trabalho promove audiência sobre greve dos garis do Rio

A sessão ocorrerá ainda nesta quarta-feira (30).
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A audiência de conciliação na Justiça do Trabalho para tratar da greve dos garis do Rio de Janeiro foi antecipada para hoje (30). A categoria está parada desde ontem e pede aumento de 25% visando cobrir a inflação dos últimos três anos, período em que está com o salário congelado. A Companhia Municipal de Limpeza Urbana do Rio (Comlurb) ofereceu 5% nas negociações.

Em nota, a Comlurb informou que a Justiça do Trabalho determinou o pagamento no valor de R$ 400.000,00 pelo Sindicato dos Empregados de Empresas de Asseio e Conservação do Município referente a dois dias de multa por deflagrar uma greve ilegal dos garis. De acordo com a empresa, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) considerou gravíssimo o descumprimento da determinação de manter 100% do contingente da categoria trabalhando por tempo indeterminado, e deu prazo de 48 horas para o pagamento da multa sob pena de execução.

Segundo o Sindicato dos Empregados de Empresas de Asseio e Conservação do Rio de Janeiro (Siemaco-Rio), a audiência, que estava marcada para amanhã, foi antecipada para hoje, às 15h, “devido ao sucesso da greve”. Em vídeo divulgado na página do sindicato na internet, o presidente do sindicato dos trabalhadores, Manoel Meireles, convoca a categoria para se concentrar no Tribunal Regional do Trabalho durante a audiência.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes afirmou que tem conhecimento das necessidades dos trabalhadores da Comlurb e que a prefeitura está trabalhando para melhorar a remuneração da categoria.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.