Julgamento sobre parcialidade de Sergio Moro será retomado hoje pelo STF

Os cinco ministros estão decidindo se Moro agiu com parcialidade ao condenar Lula no caso do triplex do Guarujá.

O presidente da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, incluiu na pauta do colegiado para a tarde desta terça-feira (23) a ação que discute se o ex-juiz Sergio Moro foi parcial nas condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O ministro Nunes Marques, que tinha pedido mais tempo para analisar o processo, devolveu o processo para julgamento. O pedido para declarar a suspeição de Moro foi feito pela defesa de Lula.

O julgamento foi suspenso no dia 9 de março, com um empate de 2 votos a 2. Edson Fachin e Cármen Lúcia, que votaram contra a suspeição de Moro, devem fazer nova manifestação de voto. Em tese, o voto de Nunes Marques seria decisivo, mas até o fim do julgamento, juízes podem mudar seus votos.

Os cinco ministros estão decidindo se Moro agiu com parcialidade ao condenar Lula no caso do triplex do Guarujá.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

CPI da Covid pode convocar Governadores, Ministros e Prefeitos na próxima semana

Os parlamentares sugerem a convocação dos ministros Paulo Guedes (Economia), Walter Braga Netto (Defesa e ex-Casa Civil), Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil e ex-Secretaria de Governo), Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovações) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos). O ministro Wagner Rosário, da Controladoria Geral da União (CGU), é chamado a depor em um pedido de convite. Há ainda requerimentos para a convocação do ex-ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores).