O Estado do Rio de Janeiro recebeu dez prêmios na 16ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia – FEBRACE, realizada de 13 a 15 de março, em São Paulo, nas dependências da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). Um dos projetos conquistou o segundo lugar na categoria “Engenharia”. Os estudantes Gabriel de Oliveira Peres e Paulo Roberto Athaydes Gonzales Sobrinho, da E.T.E. Henrique Lage, desenvolveram o projeto “Dispositivo interativo com o transporte público para deficientes visuais”.

A FEBRACE é a maior mostra pré-universitária de ciências e engenharia do País, expondo projetos de todas as áreas do conhecimento, desenvolvidos por alunos de escolas públicas (que foram 70% das participantes), particulares ou fundações (30%) do ensino fundamental, médio e técnico de todos os Estados brasileiros.

Nesta edição, mais de 2.2 mil projetos foram submetidos diretamente pelos estudantes ou por meio das 116 feiras de ciência afiliadas. Desses, 346 foram selecionados como finalistas e apresentados na Feira. No total, participaram 732 estudantes – metade do sexo feminino –, orientados ou coorientados por 486 professores.

Os finalistas premiados receberam troféus, medalhas, bolsas e estágios, num total aproximado de 300 prêmios. Também concorreram a 36 bolsas de iniciação científica Junior do CNPq e a uma das nove vagas para representar o Brasil na Feira Internacional de Ciências e Engenharia da Intel (Intel ISEF), que será realizada em maio, em Pittisburgh (EUA). Veja a lista completa dos premiados no site oficial: http://febrace.org.br/finalistas-e-premiados/.

A FEBRACE é promovida anualmente pela Poli-USP, por meio do Laboratório de Sistemas Integráveis (LSI-Poli-USP) e realizada pelo Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológio (LSI-TEC)Além da mostra de projetos, conta com atividades (palestras, minicursos e workshops) voltadas para os estudantes e professores finalistas.

Crédito da foto: Reprodução da internet