Jovem vendedor de paçoca em semáforo sonha em ser empresário

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Guilherme Barbosa, de apenas 17 anos, morador de Nova Friburgo, tem uma história de vida regada de força de vontade e superação. Através das atitudes do rapaz, ama verdadeira corrente do bem tem se formado para ajudar o menino a alcançar seus objetivos. O jovem que vende paçocas no sinal, carrega consigo uma placa com o dizer: “Quero ser Empresário, tudo tem um começo”, E o dele parece que foi com o pé direito. Guilherme já recebeu bolsas de estudo integrais e até uma oferta de estágio.

Uma reportagem feita por um jornal local sobre a vida de Guilherme viralizou na internet no último fim de semana. No Facebook foram cerca de 650 reações, quase 80 comentários e mais de 270 compartilhamentos.

Com o objetivo de se tornar um empresário, Guilherme passou a vender paçocas no sinal da Avenida Presidente Costa e Silva, na altura do 11º BPM. O que motivou o jornal a fazer a reportagem foi o escrito na placa do rapaz. Com a repercussão que a reportagem teve, pode até se considerar que vender doces na rua, pode ser passado na vida de Guilherme.

Thiago Motta é sócio de um curso profissionalizante de Nova Friburgo e ficou comovido com a história de Guilherme. Ele conta que se comoveu com a história do rapaz e achou que deveria ajudar o jovem.  “Gostei da história dele. Me identifiquei porque também tenho uma origem humilde. Nós oferecemos o curso de desenho e, quando vimos que o sonho dele era ser desenhista, resolvemos oferecer uma bolsa integral à ele. Temos outros bolsistas e apostar nos jovens talentos é uma das nossas missões”, disse Thiago. A aula no curso de desenho já começa no próximo sábado, 17.

Além deste curso de desenho  ele ainda vai estudar um curso de Gestão Administrativa com bolsa integral na mesma unidade de ensino. “Tentamos falar por telefone com ele, mas não conseguimos. Uma tia dele acabou intermediando esse contato e, no sábado mesmo, o Guilherme esteve aqui. Ele parecia até meio assustado com a repercussão da reportagem, mas muito feliz também”, completou Thiago.

Além de Thiago, o empresário Franco Queiroz está com a intenção é oferecer um curso de inglês e uma oportunidade de estágio na empresa a partir de janeiro do ano que vem.

Sempre acompanho o jornal e quando li essa reportagem achei que deveria ajudar o Guilherme. Nós já temos esse projeto que visa transformar a vida de jovens de baixa renda através da profissionalização. Se ele quiser, estamos dispostos a dar esse empurrãozinho para que ele continue correndo atrás dos seus sonhos”, afirmou Franco Queiroz, da Inove Cursos.

Uma das falas de Guilherme, que deveria ser de exemplo para muitos, foi que  “A gente mora no Brasil e aqui as coisas são muito difíceis. Você tem que se levantar do sofá e fazer alguma coisa, não pode ficar esperando algo cair do céu porque isso não vai acontecer. Se não se mexer, nada vai acontecer. Um exemplo são vocês aqui me entrevistando. Eu saí de casa, fiz a minha oportunidade e vocês apareceram aqui. Tem que dar a cara para bater. Muita gente se importa com a opinião dos outros. Um dia a pessoa pode morrer e não ter vivido seu sonho. Façam alguma coisa, ainda hoje, se possível”, conclui.

Fonte e Imagem: Jornal a Voz da Serra

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.