Mais um jovem é brutalmente espancado durante um assalto realizado na madrugada deste domingo (2/6). Desta vez a ação do bandido ocorreu na Praça da Liberdade onde frequentemente a Prefeitura e a Polícia Militar têm realizado a Operação Choque de Ordem.

A vítima saia de uma festa de aniversário, por volta das 4h30, e após se despedir de amigos, caminhou em direção ao ponto de ônibus localizado em frente ao Clube Petropolitano. Ao chegar na Praça da Liberdade, o agressor chegou em uma bicicleta, de cor preta, anunciando o assalto. Segundo a vítima, a abordagem foi feita de forma muito agressiva, com utilização de palavras de baixo calão, de cunho homofóbico.

O assaltante subtraiu o celular e a carteira de documentos da vítima e, sem que houvesse reação, aplicou golpes violentos até que o homem caísse e batesse com a cabeça no chafariz da praça. Ainda deitado, a vítima recebeu golpes, dentre eles chutes, socos e pontapés. Ao finalizar as agressões, o bandido jogou a carteira com os documentos em cima da vítima e foi embora.

Uma mulher, que conhecia a vítima, passava pelo local quando avistou o jovem no chão completamente ensanguentado. Ela conseguiu socorrê-lo e levá-lo para o hospital.

A violência nessa cidade está se tornando cada vez mais comum e cotidiana. Em menos de 15 dias, mais de quatro casos foram registrados na cidade, e infelizmente sou mais um a aumentar essa lista”, diz a vítima em um depoimento nas redes sociais.

Um outro caso semelhante, que teve bastante repercussão, ocorreu há uma semana na Av. Milton de Souza Carvalho, em Nogueira. Neste caso o jovem, também homossexual, João Gabriel foi atropelado, assaltado e espancado.

Leia a matéria sobre o caso João Gabriel

Na semana passada a Prefeitura de Petrópolis havia se manifestado em relação ao caso do João Gabriel. Ela informou que a agressão ao João Gabriel se deu em um local distante, onde não há equipamento do Centro Integrado de Operação de Petrópolis (Ciop) para gravação de imagens. “O Centro Integrado de Operação de Petrópolis (Ciop) possui uma câmera na Praça de Nogueira, porém, a agressão aconteceu em local distante do equipamento. Ainda assim, as imagens podem ser utilizadas para investigação do caso”, diz a nota.

Leia a matéria sobre o aumento da violência em Petrópolis

Questionamos a Prefeitura sobre as ações realizadas pelo Centro Integrado de Operações de Petrópolis (Ciop) e sabendo que na Praça da Liberdade recentemente tem ocorrido ações em conjunto com a Polícia Militar nas Operações Choque de Ordem. Perguntamos se o caso ocorrido neste domingo poderia ter sido evitado com base nos acompanhamentos realizados pelo Ciop e se as câmeras de vigilância do Ciop conseguem transmitir ao vivo o que ocorre na cidade. A Prefeitura nos respondeu que as imagens foram colocadas à disposição das forças de segurança. “As imagens do Ciop estão à disposição da delegacia para investigação do caso“, diz a nota enviada pela prefeitura.