Jornalista, professor e pesquisador Gilmar de Carvalho morre em Fortaleza aos 71 anos, vitima da Covid-19

Gilmar era um dos nomes mais importantes no ramo da pesquisa em cultura no Brasil, e no dia 30 de agosto completaria 72 anos de idade.

O jornalista, professor e pesquisador da cultura cearense, Gilmar de Carvalho, de 71 anos, morreu na noite do último sábado (17), vítima da Covid-19. No último dia 20 de março, ele havia sido internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular, em Fortaleza. A morte foi confirmada pela curadora e pesquisadora de Artes Visuais, Dodora Guimarães.

“Francisco Gilmar Cavalcante de Carvalho (Sobral, 1949 – Fortaleza, 2021), o escritor que trocou a ficção pelo magistério, o nosso querido professor Gilmar de Carvalho deixa o mundo órfão de sua inteligência rara. A cultura brasileira perde um de seus mais dedicados colaboradores, e a cultura do Ceará o seu mais competente tradutor”, disse em nota divulgada.

Também escritor e doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, Gilmar era um dos nomes mais importantes no ramo da pesquisa em cultura no Brasil, e no dia 30 de agosto completaria 72 anos de idade.

Neste ano, lançaria o livro “Poéticas da voz – Aboios, benditos, cantoria, cordel, emboladas, loas, saraus, torém, trovas”. Em 2019, ele recusou o título de Doutor Honoris Causa após a nomeação de Cândido Albuquerque como reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também