João Lucas Reis supera favorito e avança às quartas do Banana Bowl Brasileiro venceu o japonês Naoki Tajima pela segunda vez em duas semanas e enfrentará o francês cabeça 9, Clement Tabur

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O brasileiro João Lucas Reis está nas quartas de final do Banana Bowl 18 anos. O pernambucano cabeça 13 e 33º do ranking mundial juvenil, venceu o japonês Naoki Tajima, quarto favorito e 15º colocado, por 7/6 (1), 3/6 e 6/3 e é o único representante nacional que segue vivo na competição, disputada nas quadras de saibro da Sociedade Recreativa Mampituba, em Criciúma.

Ao contrário da semana passada, quando Reis eliminou Tajima por 6/3 e 6/2 e foi à semifinal no ITF G1 do Paraguai com certa tranquilidade, desta vez o brasileiro precisou se superar para vencer o japonês. “Foi um jogo bem duro. Fizemos um primeiro set sem quebras, os dois sacando muito bem, mas consegui crescer no tie-break e ganhei a primeira parcial. No segundo, dei uma baixada, o cansaço pegou um pouco e ele manteve o nível. E, no terceiro, cresci no momento certo. Consegui a quebra no 3 a 3, cresci no jogo e depois tive tranquilidade para fechar a partida”, contou o pernambucano.

Nas quartas, Reis enfrentará o francês cabeça 9 Clement Tabur, que venceu o equatoriano naturalizado brasileiro Mateo Reyes, por 6/3 e 6/4. “Agora nas quartas, o francês ganhou do Mateo, joga bem. Espero fazer um bom jogo para conseguir essa vitória e chegar à semi. Conheço ele de outros torneios, ele é bem competitivo, devolve muito bem o saque. O saque vai ser essencial nesse jogo. Espero fazer meu melhor amanhã”, projetou.

Outros dois brasileiros que entraram em quadra nesta quarta-feira também acabaram superados. Gilbert Klier travou um duelo duríssimo com o argentino Facundo Diaz Acosta, décimo favorito e 32 do ranking. Após vencer o primeiro set por 7/6 (2), o brasiliense acabou não aproveitando os match points que teve a favor e perdeu a segunda parcial por 7/6 (8). No set decisivo, ele acabou sentindo cãibras e abandonou a partida quando a parcial estava 4 a 2 para o argentino. Já o mineiro João Ferreira foi derrotado pelo norte-americano Tristan Boyer, quinto favorito e 19º colocado, por 6/0 e 6/2.

 

Favoritos avançam às quartas 

Os dois principais favoritos na chave masculina, os argentinos Sebastian Baez e Juan Manuel Cerundolo, cabeças 1 e 2, respectivamente, também avançaram às quartas de final do Banana Bowl 18 anos. Baez venceu o húngaro Peter Makk por duplo 6/2 e Cerundolo derrotou o holandês Lodewijk Weststrate por 6/3, 3/6 e 6/3.

Nas quartas, Baez enfrentará o suíço Damien Wenger, que passou pelo holandês Deney Wassermann por 4/6, 6/4 e 6/2. Já Cerundolo terá como adversário o norte-americano Boyer, que eliminou Ferreira.

No feminino, a colombiana cabeça 1, María Camila Osorio, chegou a tomar um susto no primeiro set contra a sérvia Andjela Skrobonja. Mas a sexta colocada do ranking conseguiu dar a volta por cima e fez prevalecer seu favoritismo ao fechar a partida em 2/6, 6/3 e 6/3. Nas quartas, ela enfrentará a russa Varvara Gracheva, que eliminou a norte-americana Peyton Stearns, sexta favorita, por 6/2, 4/6 e 6/4.

A cabeça 2, a estadunidense Alexa Noel, número 19 do ranking, também segue viva na chave. Ela venceu a francesa Loudmilla Bencheikh por 6/2 e 6/4 e enfrentará a oitava favorita, a irlandesa Georgia Drummy, que bateu a canadense Leylah Fernandez por 3/6, 6/2 e 6/2.

O Banana Bowl é organizado pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT), em parceria com a Federação Catarinense de Tênis (FCT) e com a Federação Gaúcha de Tênis (FGT), e com supervisão da Federação Internacional de Tênis (ITF) e da Confederação Sul-Americana de Tênis (Cosat).

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.