O brasileiro João Lucas Reis está nas quartas de final do Banana Bowl 18 anos. O pernambucano cabeça 13 e 33º do ranking mundial juvenil, venceu o japonês Naoki Tajima, quarto favorito e 15º colocado, por 7/6 (1), 3/6 e 6/3 e é o único representante nacional que segue vivo na competição, disputada nas quadras de saibro da Sociedade Recreativa Mampituba, em Criciúma.

Ao contrário da semana passada, quando Reis eliminou Tajima por 6/3 e 6/2 e foi à semifinal no ITF G1 do Paraguai com certa tranquilidade, desta vez o brasileiro precisou se superar para vencer o japonês. “Foi um jogo bem duro. Fizemos um primeiro set sem quebras, os dois sacando muito bem, mas consegui crescer no tie-break e ganhei a primeira parcial. No segundo, dei uma baixada, o cansaço pegou um pouco e ele manteve o nível. E, no terceiro, cresci no momento certo. Consegui a quebra no 3 a 3, cresci no jogo e depois tive tranquilidade para fechar a partida”, contou o pernambucano.

Nas quartas, Reis enfrentará o francês cabeça 9 Clement Tabur, que venceu o equatoriano naturalizado brasileiro Mateo Reyes, por 6/3 e 6/4. “Agora nas quartas, o francês ganhou do Mateo, joga bem. Espero fazer um bom jogo para conseguir essa vitória e chegar à semi. Conheço ele de outros torneios, ele é bem competitivo, devolve muito bem o saque. O saque vai ser essencial nesse jogo. Espero fazer meu melhor amanhã”, projetou.

Outros dois brasileiros que entraram em quadra nesta quarta-feira também acabaram superados. Gilbert Klier travou um duelo duríssimo com o argentino Facundo Diaz Acosta, décimo favorito e 32 do ranking. Após vencer o primeiro set por 7/6 (2), o brasiliense acabou não aproveitando os match points que teve a favor e perdeu a segunda parcial por 7/6 (8). No set decisivo, ele acabou sentindo cãibras e abandonou a partida quando a parcial estava 4 a 2 para o argentino. Já o mineiro João Ferreira foi derrotado pelo norte-americano Tristan Boyer, quinto favorito e 19º colocado, por 6/0 e 6/2.

 

Favoritos avançam às quartas 

Os dois principais favoritos na chave masculina, os argentinos Sebastian Baez e Juan Manuel Cerundolo, cabeças 1 e 2, respectivamente, também avançaram às quartas de final do Banana Bowl 18 anos. Baez venceu o húngaro Peter Makk por duplo 6/2 e Cerundolo derrotou o holandês Lodewijk Weststrate por 6/3, 3/6 e 6/3.

Nas quartas, Baez enfrentará o suíço Damien Wenger, que passou pelo holandês Deney Wassermann por 4/6, 6/4 e 6/2. Já Cerundolo terá como adversário o norte-americano Boyer, que eliminou Ferreira.

No feminino, a colombiana cabeça 1, María Camila Osorio, chegou a tomar um susto no primeiro set contra a sérvia Andjela Skrobonja. Mas a sexta colocada do ranking conseguiu dar a volta por cima e fez prevalecer seu favoritismo ao fechar a partida em 2/6, 6/3 e 6/3. Nas quartas, ela enfrentará a russa Varvara Gracheva, que eliminou a norte-americana Peyton Stearns, sexta favorita, por 6/2, 4/6 e 6/4.

A cabeça 2, a estadunidense Alexa Noel, número 19 do ranking, também segue viva na chave. Ela venceu a francesa Loudmilla Bencheikh por 6/2 e 6/4 e enfrentará a oitava favorita, a irlandesa Georgia Drummy, que bateu a canadense Leylah Fernandez por 3/6, 6/2 e 6/2.

O Banana Bowl é organizado pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT), em parceria com a Federação Catarinense de Tênis (FCT) e com a Federação Gaúcha de Tênis (FGT), e com supervisão da Federação Internacional de Tênis (ITF) e da Confederação Sul-Americana de Tênis (Cosat).