Foram realizados 400 jogos em 170 horas de atividades na primeira fase dos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (JEUPs). As últimas partidas foram de handebol e futsal, realizadas nesta sexta-feira (22.06), no Petropolitano Football Club. As disputas haviam sido adiadas por conta da greve dos caminhoneiros. Neste ano, 44 escolas confirmaram presença nos JEUPs, três a mais que em 2017, quando 41 participaram. Em 2016, haviam sido apenas 19 inscritos na competição.

Após o encerramento desta primeira fase, oito equipes estão classificadas em cada categoria para a fase final dos JEUPs, que começa em agosto. Somente no futsal, na categoria sub-18 masculina, serão 12 times na segunda fase. A tabela com toda a programação das modalidades pode ser encontrada no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

“Na nossa avaliação, os jogos estudantis são fundamentais no amadurecimento e crescimento destas crianças e adolescentes. Trabalhamos para garantir mais saúde e bem-estar para os petropolitanos, começando com os nossos jovens. Além disso, o fortalecimento da competição movimenta o mercado esportivo como um todo”, explica Hingo Hammes, superintendente de Esportes e Lazer.

O professor de educação física Vinícius Simas, treinador do Centro Educacional de Itaipava, elogiou a divisão do JEUPs em duas fases. Segundo ele, a novidade permite que as escolas participem de mais jogos dentro da competição.

“É importante que os alunos tenham atividades o ano inteiro, e nesse novo formato, isso é possível. São mais jogos, mais alunos participando, também é importante para a oferta de atividades físicas para esses jogos. Acredito que a fase final vai ser muito disputada, com jogos em alto nível técnico”, disse Vinicius.

Ao todo são nove modalidades em disputa nos JEUPs, sendo quatro coletivas: futebol de campo, futsal, basquete e vôlei; e quatro individuais: tênis de mesa, xadrez, judô e atletismo. A comissão organizadora vai priorizar os jogos nos fins de semana na segunda fase da competição, com o objetivo de garantir a presença dos pais nas partidas.

“Cada vez mais as escolas estão aderindo a nossa proposta de inserir os jovens nas mais diversas modalidades esportivas. Desde o ano passado a prefeitura faz questão de investir no esporte praticado dentro dos colégios. A gente estima que mais de dois mil alunos participem dos jogos este ano”, completa Hingo.