Jamil Sabrá quer maior segurança para usuários do Circuito de Esportes e Lazer No domingo (26.01), um carro invadiu a área destinada aos pedestres, corredores e ciclistas e atingiu duas pessoas. Vereador quer que Prefeitura atue de maneira efetiva na proteção dos usuários

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O vereador Jamil Sabrá está oficiando a Prefeitura para que tome as medidas necessárias para garantir a proteção dos cerca de 500 atletas que utilizam o Circuito Imperial de Esportes e Lazer, na Barão do Rio Branco. A medida ocorre em decorrência da falta de equipe no apoio à utilização dos atletas, à sinalização deficiente e não reativação dos radares na área. Sem medidas de proteção, eventos como o que ocorreu no último domingo (26.01), quando um veículo invadiu a área destinada aos usuários e atingiu duas pessoas tendem a se tornar comum.

O acidente evidencia a falta de segurança aos que os atletas são expostos semanalmente ao dividir a via com carros em uma distância de 3 Km. E esta não é a primeira vez que o problema é flagrado pelos usuários: em abril de 2018, um vídeo circulou nas redes sociais mostrando o flagrante de um carro em alta velocidade passando pela área destinada aos caminhantes, corredores e ciclistas. À época, a Prefeitura se comprometeu a reforçar a sinalização, protegida apenas por cones, mas, desde então, nada foi feito.

“Não existe, sequer, um agente ou guarda de trânsito no início do circuito indicando a necessidade de diminuição da velocidade. Ali, como em toda a cidade, não há equipamento de radares – desativados desde outubro de 2015. O que divide a área do atleta com os carros são cones dispostos a certa distância em todo o trecho”, lamenta o vereador Jamil Sabrá. Para ele, as medidas de segurança adotadas atualmente são precárias e ações realmente efetivas são urgentes. “Seja o fechamento total da via, com a colocação do outro trecho da Barão do Rio Branco na contramão, seja a implementação de radares ou a presença de equipe efetiva para coibir alta velocidade, por exemplo”, sugere Jamil.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.