O Instituto Vital Brazil assinou termo de compromisso com o Ministério da Saúde para quatro novas Parcerias de Desenvolvimento Produtivo (PDPs), para a produção dos medicamentos oncológicos Capecitabina, Dasatinibe, Erlotinibe e Hidroxiureia.

– As novas PDPs significarão um largo passo ao instituto e um aumento no nosso portfólio de oncológicos, já que se tratam de quatro medicamentos utilizados no tratamento de diferentes tumores – explicou Edimilson Migowski, presidente do Vital Brazil.

A produção destes quatro oncológicos será realizada pelo Instituto Vital Brazil em parceria com os laboratórios EMS e Globe Química. O Vital Brazil já produz, por meio de PDPs, a Rivastigmina, utilizada no tratamento de Alzheimer, e o oncológico Imatinibe, que combate a leucemia mieloide crônica.

As Parcerias de Desenvolvimento Produtivo são resultado da estratégia do Governo Federal para integrar setores públicos e privados, a fim de estimular a fabricação de medicamentos no Brasil e, assim, fortalecer o Complexo Industrial da Saúde.

– As PDPs são um avanço no campo da saúde, estimulam a independência em relação aos importados e ainda reduzem custos para o ministério. As PDPs têm como objetivos a nacionalização da tecnologia de produção, a redução dos custos e a independência de importação de medicamentos distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) – disse Migowski.

 

Sobre os novos medicamentos

O Capacitabina é indicado para o tratamento dos cânceres de mama, o colorretal e o gástrico. Já o Dasatinibe é utilizado no tratamento de Leucemia Mieloide Crônica. O Erlotinibe é indicado para o tratamento de câncer de pulmão. A Hidroxiureia é utilizada em pacientes com Doença Falciforme (DF), mas também é indicada para tratamento de doenças neoplásicas e leucemia mieloide crônica, psoríase e policitemia vera.

O Vital Brazil é uma instituição de ciência e tecnologia do Governo do Estado do Rio de Janeiro, ligada à Secretaria de Saúde.

O IVB é um dos 21 laboratórios oficiais brasileiros, um dos quatro fornecedores de soros contra o veneno de animais peçonhentos e produtor de medicamentos estratégicos para o Ministério da Saúde.

Fonte: GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO