Para marcar o Dia Mundial do Doador de Sangue, Ministério da Saúde lança campanha de doação de sangue, no Hemocentro de Brasília

Instituto Nacional de Cardiologia no Rio pede doações de sangue

Com pandemia, instituto registrou queda no número de doadores.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O hemonúcleo do Instituto Nacional de Cardiologia (INC), em Laranjeiras, na zona sul do Rio de Janeiro, registrou uma queda nas doações de sangue e plaquetas este ano e pede à população que compareça ao local para doar. Segundo o INC, as cirurgias não pararam durante a pandemia de covid-19 e, todos os dias, o hospital realiza procedimentos que demandam transfusão de sangue e de seus derivados.

Para tranquilizar os doadores, o hemonúcleo tomou uma série de medidas para garantir a segurança de quem doa sangue, tais como checar a temperatura na entrada e manter o distanciamento entre as cadeiras de doação e no ambiente onde é servido o lanche aos doadores. O uso de máscaras é obrigatório, as cadeiras são higienizadas a cada uso e existe álcool gel à disposição para a higienização das mãos.

Os doadores devem ter entre 16 e 69 anos (menores de idade precisam da presença do responsável e da assinatura do termo de consentimento), pesar mais de 50 quilos e ter boa saúde (não ter nenhuma doença crônica nem infecção ativa). É importante não comer alimentos gordurosos nas horas anteriores à doação, mas não se deve estar em jejum.

O INC ressalta que os doadores não podem ter sintomas de covid-19 nem ter tido contato com pessoas que tiveram a doença nos últimos 15 dias. Pessoas que tiveram covid-19 podem doar sangue a partir de 30 dias depois do fim dos sintomas.

O hemonúcleo fica na sede do INC, na Rua das Laranjeiras, 374, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. Os doadores devem levar documento oficial com foto. O agendamento prévio é necessário somente para a doação de plaquetas e é feito pelo telefone (21) 3037-2215.

HemoRio

O HemoRio (Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti) informou que não está enfrentando queda nas doações de sangue pois tem feito uma série de campanhas de incentivo à doação. Nos quatro primeiros meses de 2020, foram registradas 25.821 coletas. Já de janeiro a abril deste ano, foram 25.910 coletas.

O instituto  é o segundo maior hemocentro do país e, por isso, sempre precisa de novas doações de sangue. O HemoRio localiza-se na Rua Frei Caneca, 8, Centro, e funciona todos os dias, das 7h às 18h.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.