O Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE) vai se reunir com o segmento de teatro da cidade para tentar reativar o projeto Scena Serrana, que funcionou na década de 1980. O anúncio foi feito durante a assembléia do Conselho de Cultura, nesta segunda-feira (13.03), no Centro de Cultura Raul de Leoni. A ideia é fortalecer o movimento teatral de Petrópolis e criar uma integração entre os profissionais da área.

De acordo com o setor, o município já contou com 18 companhias teatrais, mas hoje gira em torno de apenas cinco. “Petrópolis tinha um movimento teatral bem ativo na cidade. Na época, foi criado o Scena Serrana, em 1983. Era um evento anual, que contava com uma mostra local, oficinas de teatro e também um seminário que discutia os caminhos do teatro na cidade. Queremos resgatar e fortalecer esse movimento”, explica o superintendente de Cultura do IMCE, Arthur Varella.

Para o retorno do Scena Serrana, a ideia é unir poder público e representantes do segmento na cidade para que, juntos, seja montado um projeto que beneficie a todos.

Mas este não foi o único assunto da assembleia do Conselho. Durante a reunião, também foram votados os nomes da sociedade civil organizada para as comissões de Orçamento e Ética. Para Orçamento, os representantes são: Pedro Fernandes, do seguimento de teatro, e Guilherme Barcelos, de cultura de rua. Já na de Ética estão Iverson Mendes, do seguimento de escolas de samba e blocos carnavalescos, e Jaime Moreno, de literatura.

Também foram discutidos assuntos como o Prêmio Guerra Peixe, a reforma do Theatro D. Pedro, o Petrópolis Film Commission, entre outros.

Fonte: IMCE

Crédito da foto: Divulgação / Ascom IMCE