O trabalho de colocação de postes de sustentação das câmeras de monitoramento do Centro Integrado de Operações de Petrópolis (Ciop) está avançando para os distritos. Nesta terça-feira (27.03), mais sete pontos tiveram a instalação: Quissamã, Itamarati, Ponte Branca, em frente ao Terminal Corrêas, Praça de Corrêas, Praça de Nogueira e Trevo de Bonsucesso. Com isso, já são 32 postes instalados em toda cidade. O prefeito Bernardo Rossi acompanhou o serviço em Nogueira.

Em toda cidade, serão 46 câmeras que filmam em 360º. Além disso, as entradas da cidade ainda terão mais 10 câmeras fixas nos pórticos do Bingen e do Quitandinha, no Alto da Serra, no trevo de Bonsucesso e na Posse. Os equipamentos fazem reconhecimento facial e de placas.

“O sistema de monitoramento ainda vai crescer ainda mais, com a segunda fase do projeto, que terá mais 40 câmeras e vai alcançar o total de 86 pontos monitorados em toda cidade, integrando e melhorando o trabalho de Guarda Civil, Polícia Militar, Polícia Civil, CPTrans, Defesa Civil e Bombeiros”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

A previsão é de finalizar a instalação dos postes esta semana e, na semana que vem, começa a colocação das câmeras. De acordo com a Emive, responsável pela implantação do sistema de monitoramento, esta é a fase mais longa e poderá se estender até meados de maio.

“É a fase mais demorada porque cada ponto deve se comunicar com a central, então é uma fase mais demorada mesmo”, explica o engenheiro da Emive, Rodrigo Gonçalves Silva. Ao mesmo, será feita toda instalação de mobiliário e equipamentos na central de monitoramento, que ocupará uma sala de 90 m² do Centro de Cultura Raul de Leoni.

Antes desses locais, a Emive já havia colocado postes em Av. Ipiranga, 13 de Maio, Praça da Águia, Praça da Liberdade, Montecaseros, Palácio de Cristal, Gehren, Mosela (entrada), Estácio/HST, Rua Teresa (quatro pontos), Alto da Serra (dois pontos), Praça Pasteur, Duas Pontes, Valparaíso, Cel. Veiga (em frente à Patrone), Ponte Fones, Pórtico do Bingen, Rua Teresa, Cascatinha, Retiro (próximo a 105ª DP) e Carangola (próximo à churrascaria Palhoça).

Para colocação dos postes, dois funcionários da empresa cavam um buraco de cerca de um metro de profundidade e usam concreto para fixar o equipamento de sustentação das câmeras.

O secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi, também acompanhou o trabalho em Nogueira.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis