Imunização contra febre amarela continua em 14 unidades de saúde

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Petrópolis é um dos poucos municípios do Estado a ter grande parte da população imunizada contra febre amarela com 194 mil doses aplicadas. Nunca ocorreram casos comprovados ou sob investigação da doença em humanos, mesmo assim, a prefeitura segue as recomendações preventivas do Ministério da Saúde disponibilizando as vacinas em 14 unidades de Saúde com rotina de vacinação diariamente.

A Coordenação de Vigilância Ambiental divulgou recentemente o resultado dos exames realizados nos 47 macacos encontrados mortos em no município. Em 46 amostras o resultado foi negativo para febre amarela e apenas em um foi confirmada a presença do vírus que ocorreu no bairro Bataillard, onde foi realizado fumacê pela Secretaria de Saúde do Estado em maio. O último macaco encontrado no município foi em 24 de setembro na Posse e o resultado do exame de análise ainda não foi divulgado para a secretaria de Saúde do Estado.

O prefeito Bernardo Rossi relembrou que o Ministério da Saúde declarou o fim do surto de febre amarela em todo o Brasil em junho, por não registrar mais casos da doença. Mas em Petrópolis, mesmo com a interrupção da transmissão no país, a Secretaria de Saúde manterá as ações de prevenção e ampliação da cobertura vacinal para prevenir o surgimento de casos da doença no próximo verão, período com maior probabilidade de ocorrência.

“A prefeitura cumpriu o cinturão de imunização proposto pelo Ministério da Saúde vacinando mais de 80 mil pessoas, apenas em áreas verdes, entre março e abril deste ano. Em Petrópolis nunca foi registrado nenhum caso de febre amarela em humanos e não há nenhum paciente sob investigação ou com sintomas da doença no município, mesmo assim nos manteremos vigilantes e continuaremos fornecendo as vacinas”, afirma Bernardo Rossi.

A Coordenação de Vigilância Ambiental continua recebendo as ligações dos moradores do município que solicitarem o resgate de macacos mortos ou feridos. Os atendimentos ocorrem de segunda a sexta-feira, de 8 às 17h, na sede da Vigilância Ambiental na Avenida Dom Pedro I, 353, Centro, ou pelo telefone (24) 2291-1797.

“Registramos casos de pessoas que envenenaram os animais por medo de se contaminar com febre amarela. A população não corre risco de pegar febre amarela por meio desses animais, a doença é transmitida por mosquitos que se encontram apenas em áreas de mata fechada. De todas as amostras enviadas ao laboratório no Rio de Janeiro, apenas uma se confirmou, reforçando que o vírus não circulou pela nossa cidade. Mas, caso a população encontre algum macaco doentes ou mortos, eles precisam seguir para centros de reabilitação e também para laboratórios de referência para serem examinados, para isso é preciso que a população ligue e solicite a retirada dos animais com segurança”, orienta a coordenadora da Vigilância Ambiental, Maria Beatriz Pellegrini.

O Ministério da Saúde passou a adotar o protocolo de imunização preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que indica a dose única da vacina contra a febre amarela para as áreas com recomendação de vacinação em todo o país.

“Seguimos o protocolo com a aplicação da dose única. Sendo assim, as pessoas que tomaram a vacina no passado já estão imunizadas. Devem se vacinar crianças a partir de nove meses a adultos com até 59 anos. A imunização é contra indicada para gestantes, pessoas com o sistema imunológico debilitado e pessoas alérgicas à gema de ovo. Os idosos devem ser vacinados apenas com a liberação de um médico”, frisa o secretário de Saúde, Silmar Fortes.

A campanha de vacinação contra a febre amarela teve início em Petrópolis no dia 18 de março com a chegada de 75 mil doses. Além de proporcionar um sistema de vacinação inédito, com 50 pontos de vacinação em todo município, a Saúde também adotou a vacinação volante, levando as doses às áreas de população da zona rural e famílias que vivem em locais próximos a matas.

 A vacina contra febre amarela está disponível nas seguintes unidades:

·         Instituto da Mulher (antigo Centro de Saúde) – Rua Santos Dumont, S/Nº

·         PSF Alto da Serra – Rua Teresa, 2.024 (Praça Miguel Couto)

·         PSF São Sebastião – Rua São Sebastião nº 625

·         UBS Alto Independência – Rua Ângelo João Brand s/n

·         Ambulatório Escola – Rua Bernardo Proença nº 32

·         Hospital Alcides Carneiro – Rua Vigário Corrêa, 1.345

·         UBS Morin – Rua Pedro Ivo, n.º 81 – Morin

·         UBS Itaipava – Estrada Philúvio Cerqueira Rodrigues s/n

·         UBS Pedro do Rio – Estrada União e Indústria s/n

·         PSF Posse – Estrada União de Indústria nº 33.530

·         Coordenação Epidemiologia – Hospital Municipal Nelson de Sá Earp – Rua Paulino Afonso, 455.

*Atendimento de 9h às 19h30 – Com intervalo de 1 hora de almoço

  • UBS Quitandinha – Rua General Rondon nº 400

  • UBS Retiro – Av. Barão do Rio Branco s/n

  • UBS Itamarati – Rua Hívio Naliato nº 169

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.