Impacto turístico da Agrishow chega a R$ 400 milhões

Pesquisa da Secretaria de Turismo e Viagens do Estado traçou o perfil e os gastos dos visitantes do maior evento de agronegócios do país.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Agrishow, que aconteceu de 25 a 29 de abril, em Ribeirão Preto, se consolidou como um dos principais eventos de turismo de negócios do País. Marco da retomada do setor que foi castigado pela pandemia da covid-19. Segundo estudo do Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), da Secretaria de Turismo e Viagens do Estado, 85,2% dos participantes eram de fora da Região Metropolitana de Ribeirão Preto, índice considerado elevado.

Excluindo os moradores, segundo o CIET, mais de 135 mil pessoas de todo o País estiveram na feira, com impacto econômico – gastos totais dos turistas – de quase R$ 400 milhões em toda a região.

A qualidade do evento foi aprovada. Segundo a pesquisa, de 0 a 10 os visitantes deram, em média, 8,9 de nota para a Agrishow. A permanência foi de 4,4 dias e o gasto total, individual, no período, de R$ 2.901,00.

Esse sucesso foi sentido em toda a região. Não foram poucos os casos de visitantes que se hospedaram a até 150 quilômetros de distância. De acordo com a pesquisa, 41,7% ficaram em hotéis, 33,4% optaram pelo “bate/volta” – não se hospedaram –, 12,2% alugaram imóveis por plataformas/aplicativos de hospedagem, 6,3% apelaram para as casas de amigos ou parentes, e 4,9% ficaram em hostels ou albergues.

Quanto ao meio de transporte para chegar à cidade, 59,1% foram de carro, 12,8% de avião, 12,7% em ônibus fretados; e 8,7% em ônibus de linhas regulares. Além da feira e da hospedagem, as principais atividades e despesas foram com gastronomia (47,1%), compras (30,7%) e vida noturna/bares (29,8%).

Treinamento

Para fazer o levantamento, o CIET treinou pesquisadores que residem em um assentamento da região, selecionados em parceria com o Instituto de Terras de São Paulo (ITESP). Com a qualificação, estes mesmos profissionais poderão ser contratados por outros centros de pesquisa, como Seade, IBGE e Fipe.  Durante a Agrishow o CIET também capacitou as equipes das Secretaria de Turismo de Ribeirão Preto e Sertãozinho para que possam utilizar os dados estatísticos do setor que são disponibilizados pela Secretaria de Turismo e Viagens do Estado.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.