Foto: Defesa Civil de Petrópolis

Idoso morre ao ser atingido por parede da casa após deslizamento em Nogueira

A vítima foi atingida pela parede da casa, que caiu com o impacto de um muro que cedeu em função do deslizamento.

Um homem, de 66 anos, morreu após um deslizamento de terra na Rua Bolívia, em Nogueira. A vítima foi atingida pela parede da casa, que caiu com o impacto de um muro que cedeu em função do deslizamento. De acordo com moradores das redondezas e a família, o acidente ocorreu por volta das 22h30 deste sábado (02). O Corpo de Bombeiros foi acionado e equipes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias estão no local atendendo ao chamado.

O secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, tenente-coronel Gil Kempers, frisou a importância de a população permanecer em alerta, já que Petrópolis registrou nas últimas 24 horas o maior volume de chuva do Estado do Rio, com acumulado de 200 milímetros. “É preciso estar atento a qualquer sinal de instabilidade, independente da região. Isso porque temos os alertas de risco de deslizamento generalizado, mas há também casos pontuais, que podem ocorrer em qualquer área e geralmente têm relação com condições de engenharia da edificação”, frisou.

Além da ocorrência na Rua Bolívia, a Defesa Civil registrou oito ocorrências entre a noite de sábado (2) e madrugada de domingo. Um imóvel foi interditado  no Bairro da Glória por conta de um deslizamento de terra. Três pessoas, que moravam na casa, foram encaminhadas para a residência de parentes. Também houve quedas de barreira no Caxambu, Corrêas, Lopes Trovão, 24 de Maio e Valparaíso.

“A Defesa Civil segue em alerta e de prontidão para atendimento das ocorrências. Permanecemos em contato com a Defesa Civil estadual e com o Corpo de Bombeiros da cidade, que atuam em cooperação com a Defesa Civil local. Para atender as demandas, temos equipes extras nas ruas e todo o efetivo está de prontidão”, frisou o secretário de Defesa Civil.

A Defesa Civil reforça que é necessário que a população fique em alerta para possíveis sinais em seus terrenos de instabilidade no solo. Como por exemplo, muros que cederam ou rachaduras nas casas que não tinham no dia anterior. Caso suas residências sejam em localidades de risco, os moradores devem ficar atentos e em caso de emergência se deslocar para locais seguros.

Em caso de emergência, o telefone da Defesa Civil é o 199 e 193 para acionar o Corpo de Bombeiros.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também