Maior hospital público de Petrópolis, o Alcides Carneiro vai receber um investimento de R$ 12 milhões em reformas, melhorias e ampliação de leitos. O anúncio foi feito pelo prefeito Bernardo Rossi, nesta sexta-feira (13.07), durante reunião que selou um convenio entre a prefeitura e a FMP/Fase. As obras deverão começar pela maternidade e o ponta pé inicial será dado na próxima segunda-feira (16.07), com a visita de arquitetos à unidade. Reformas das enfermarias, ampliação de leitos na urgência e na Unidade Pós Cirúrgica (UPC), novo Hemocentro e uma Casa de Partos estão no plano operativo, que vem sendo discutido desde o ano passado no Conselho de Saúde e no conselho do Sehac (Serviço Social Autônomo Hospital Alcides Carneiro), que administra o hospital.

O investimento será feito pela FMP/Fase, parceira da prefeitura, que mantém programas de residência médica no Hospital de Ensino Alcides Carneiro. Para Bernardo Rossi, o convênio significa um importante avanço para a saúde de Petrópolis. “Esse projeto não é para o futuro, não é para daqui uns anos, é para agora.  Vamos ampliar a maternidade, a urgência, será um grande investimento no hospital. É uma parceria muito importante e esse recurso vai ser aplicado exatamente de acordo com o direcionamento do Sehac e do Conselho de Saúde. O projeto teve todas as aprovações a agora vamos colocar em prática”, destaca o prefeito.

As ampliações, melhorias e reformas têm o objetivo de trazer mais qualidade no atendimento do hospital, que possui atualmente 226 leitos em operação. O HAC é referência na cidade no setor público com números que comprovam a importância no setor de saúde pública: somente nos seis primeiros meses deste ano são 5 mil internações, 3,7 mil cirurgias, 32 mil consultas e 232 mil exames realizados.

De acordo com a supervisora geral da FMP/Fase, Maria Isabel Sá Earp, a transparência no processo é um dos pontos fundamentais do projeto, já que ele foi todo acompanhado dentro do Conselho de Saúde, além disso, outro ponto positivo foi o planejamento.

“É uma nova fase, em que as diretrizes de investimentos da instituição vêm do Plano Municipal de Saúde. Não vêm para apagar incêndios, mas para planejar o crescimento do hospital. Isso é a marca desse movimento”, disse ela. “Participar de qualquer movimento pra melhoria das qualidades da modernização e da participação do Hospital Alcides Carneiro no Sistema Único de Saúde é sempre concretizar a missão da faculdade. Nossa parceria é antiga, vem desde o início da década de 1970, sempre motivada com pelas necessidades do momento e do hospital, com o objetivo de fortalecer a instituição”, completou.

O projeto, que tem o valor exato de R$ 11.214.412,16, inclui aquisição de gerador; ampliação da central de esterilização de materiais, Casa de Partos, reforma das enfermarias de clínica cirúrgica feminina e clínicas médicas feminina e masculina, reforma dos corredores, reforma da enfermaria de ginecologia, obra para ampliação de três leitos da UPC, obras de ampliação de três leitos na urgência, adaptação para criação de um novo hemocentro, conclusão da obra do telhado da UTI neonatal,  instalação de elevador, reforma de telhados da farmácia e arquivo geral, reforma na cozinha,  novo circuito de ar e máquina com filtros no centro cirúrgico,Sistema de Gestão Hospitalar e Sistema de Gestão de documentos.

“É motivo de muito alegria e felicidade essa notícia. A gente fez uma caminhada com relação de confiança e transparência até o processo acontecer de fato, inclusive com o acompanhamento da sociedade civil. Todas as melhorias vão modernizar e atualizar o hospital”, frisa o secretário de Saúde, Silmar Fortes. “Além das mudanças físicas, houve mudanças de fluxos, de protocolos de atendimentos e uma série de ações que deixaram o hospital mais ágil desde o acolhimento até o pós-cirúrgico dos pacientes”, completa o diretor geral do HAC, Felipe Fortuna.

A reunião também contou com a presença de vereadores, autoridades e outros representantes da FMP/Fase.