Explorando todo potencial cirúrgico do Hospital Alcides Carneiro (HAC), a prefeitura inicia neste sábado (24.02), um cronograma de mutirões de cirurgias na unidade. Foram selecionados sete pacientes que operarão hérnia e vesícula, uma das maiores demandas cirúrgicas do município. Em 2017 foram realizadas 251 cirurgias de vesículas e 266 de hérnia. O HAC projeta aumento de 10% na assistência da população em 2018.

Acompanhando o crescimento do número de procedimentos realizados na unidade, o HAC planeja, ainda, a criação de mais uma sala para o centro cirúrgico e reformas do centro de material e esterilização (CME). O centro cirúrgico do HAC, que conta com seis salas cirúrgicas, realiza em média 640 procedimentos por mês, entre média a alta complexidade, que significam 7,6 mil cirurgias de todas as especialidades disponíveis.

“A finalidade é atender cada vez e melhor os pacientes. Vamos ampliar ainda mais o atendimento no maior hospital de Petrópolis e continuar buscando investimentos, elaborando projetos para que os deputados criem emendas em cima das nossas necessidades e assim oferecer mais qualidade para a população”, avalia o prefeito Bernardo Rossi.

O hospital vem trabalhando para que neste ano aumente número de cirurgias de emergência e eletivas. Em 2017 foram realizadas mutirões de cirurgia pediátrica, de reconstrução mamária ao final da campanha Outubro Rosa e vem intensificando a realização de procedimentos vasculares. A proposta com a obra no centro cirúrgico é de ampliar o número de cirurgias e de especialidades cirúrgicas oferecidas.

“A nossa proposta é alinhar a acessibilidade da população aos recursos técnicos e a competência dos nossos profissionais atuantes no nosso centro cirúrgico. As cirurgias mamárias já foram intensificadas ao longo do ano, assim como outras especialidades. Realizamos uma cirurgia inédita de próstata em novembro e nossa expectativa com os mutirões é aumentar a oferta de procedimentos cirúrgicos no município”, afirma Silmar Fortes, secretário de Saúde.

Recentemente, o hospital teve o Plano Operativo Anual aprovado junto ao Com Saúde que tem como meta realizar 70 mil atendimentos ambulatoriais, 30 mil atendimentos de urgência e emergência, 10 mil internações e 6 mil cirurgias dentro das especialidades – geral, pediatria, ginecologia, obstetrícia, mastologia, urologia, vascular entre outras.

“O hospital está em uma crescente e estamos investindo para ampliarmos o acesso, o número de cirurgias, atendimentos, exames e procedimentos em geral para que a nossa população tenha um atendimento e tratamento de qualidade e satisfatório”, afirma Silmar Fortes.

A chefe da cirurgia geral do HAC, Regina Freire Quintaes explica que a cirurgia geral abrange as cirurgias do aparelho digestivo e hérnias e para este ano estão sendo programados mutirões de outras especialidades.

“Temos um compromisso de realizar o que há de melhor no campo da cirurgia, com sessões clínicas para discussão dos casos mais complexos que serão abordados, com uma equipe multidisciplinar nas especialidades de radiologia, oncologia clínica,cirurgia oncológica, mastologia e cirurgia ginecológica. Os mutirões nos auxiliarão a trazer mais agilidade ao tratamento dos nossos pacientes e será ampliado ao longo do ano”, disse.