© Tânia Rêgo/Agência Brasil

“Guardões do Crivella”: prefeito, assessor e candidata a vice são denunciados

De acordo com a denúncia, no esquema, funcionários públicos eram destacados para fazer plantões na porta de hospitais públicos da cidade para atrapalhar o trabalho de jornalistas.

O Ministério Público Eleitoral (MPE) denunciou nessa quarta-feira (16) o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), pelo caso que ficou conhecido como “Guardiões do Crivella“. De acordo com a denúncia, no esquema, funcionários públicos eram destacados para fazer plantões na porta de hospitais públicos da cidade para atrapalhar o trabalho de jornalistas.

Leia mais: “Guardões do Crivella”: prefeito, assessor e candidata a vice são denunciados

A candidata a vice na disputa do prefeito pela reeleição no pleito deste ano, Tenente-Coronel Andrea Firmo (Republicanos), e o assessor Marcos Luciano também foram denunciados.

Os promotores pediram a condenação dos envolvidos com inelegibilidade por oito anos e pagamento de multa.

Os “Guardiões do Crivella” são suspeitos de agir para impedir denúncias e reclamações de jornalistas e cidadãos nos arredores de hospitais municipais.

A denúncia afirma que Crivella participou de pelo menos um dos grupos de WhatsApp em que as ações eram organizadas e que teve “a oportunidade de participar das conversas e acompanhar os relatórios publicados pelos funcionários”.

O MPE afirma que o grupo continuou atuando durante a campanha de Crivella à reeleição, com atuação em caminhadas, carretas e outras atividades.

De acordo com o órgão, Marcos Luciano, responsável pelos grupos de WhatsApp para articulação dos bloqueios de denúncias sobre a saúde municipal, teria organizado ações similares na campanha eleitoral.

A Prefeitura do Rio de Janeiro disse que o grupo “Guardiões do Crivella” não tinha como objetivo organizar servidores para atrapalhar o trabalho e que não foi feita nenhuma ação com viés eleitoral.

Fonte: Poder 360

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também