Equipe do Grupamento de Guardas Motociclistas (GGM) da Guarda Municipal do Rio deteve, no fim da tarde de sexta-feira, dia 19, um grupo de 27 pessoas – sendo 15 adolescentes – que estariam praticando furtos a pedestres e a motoristas próximo ao Condomínio Alfabarra, na Barra da Tijuca. Os guardas faziam o motopatrulhamento na região quando foram acionados por banhistas. Ao chegar no local, os guardas viram a ação e o grupo tentou fugir entrando em um ônibus. O veículo foi parado e os guardas chamaram reforço para levá-los até a 16 DP (Barra da Tijuca), onde feita a verificação se havia antecedentes criminais e mandado de busca contra os suspeitos. Nenhuma vítima compareceu na delegacia. Do total de jovens, quatro tinham passagens por roubo, furto e porte de drogas. Além desta ação, os guardas municipais também fizeram abordagens a motociclistas de forma preventiva para verificar documentação de veículos.

O programa de motopatrulhamento foi implantado em agosto de 2017, após a instituição receber a doação de 100 motos do Grupo Multiplan.  A atuação se baseia nos indicadores de criminalidade do Instituto de Segurança Pública (ISP) que apontam os locais onde os crimes de menor potencial ofensivo (como roubos e furtos a transeunte e turistas) são mais elevados. Nos três primeiros meses de atuação, o GGM registrou 106 ocorrências, sendo 11 com prisões, 38 casos de condução de suspeitos para delegacias. Os motociclistas atuam em rondas preventivas e ostensivas na Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Vargem Grande e Vargem Pequena, na Zona Oeste; Irajá, Brás de Pina, Colégio, Vila da Penha, Vista Alegre e Ilha do Governador, na Zona Norte; Copacabana, Leme, Ipanema e Leblon, na Zona Sul. O programa conta ainda com parcerias com batalhões da Polícia Militar, delegacias de Polícia Civil e órgãos e entidades da sociedade civil.

Fonte: Guarda Municipal do Rio de Janeiro

Crédito da foto: Divulgação / ASCOM GM Rio