A Guarda Civil conduziu na tarde desta quarta-feira (15.01) um homem acusado de importunação sexual na Av. Koeler, no Centro. Ele estava em um ônibus com a calça aberta e o órgão sexual à mostra. O motorista do coletivo acionou os agentes que atuam no Palácio Sérgio Fadel, sede da prefeitura, que abordaram o acusado e o levaram para a 105ª DP, no Retiro. Uma mulher que estava no veículo prestou queixa na delegacia. Atos de importunação sexual podem ter pena de prisão de um a cinco anos.

A situação desta quarta é similar a outra ocorrida em outubro de 2018, quando um motorista de ônibus também parou o veículo para acionar os agentes de plantão na Av. Koeler após três mulheres acusarem um homem de estar “passado a mão” nelas.

A Guarda Civil tem mais 200 agentes e mantém um efetivo diário na rua de 30 homens em rondas de patrulhamento no Centro e arredores e mais 10 para atender a região dos distritos.