Encerrando a programação do mês da mulher, a prefeitura está reforçando as estratégias de divulgação dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) junto ao público feminino. Além de ser a porta de entrada para o ingresso e recebimento de benefícios sociais, os CRAS oferecerem atendimentos pedagógicos, psicológicos e assistenciais para toda família. Fortalecendo as ações voltadas ao público feminino, as oito unidades do município promoveram ao longo do mês de março, oficinas de artesanatos, palestras de conscientizando sobre a prevenção de doenças, violência contra mulher e estímulo ao empreendedorismo feminino.

Os trabalhos desenvolvidos nas oficinas ficaram em exposição no Centro de Cultura de 8 a 15 de março e a iniciativa já apresenta bons resultados, algumas mulheres estão comercializando as peças nos bairros onde vivem. A prefeitura manterá o cronograma de oficinas e palestras durante todo o ano para que o número de assistidas nas unidades seja ampliado.

Em média, duas mil pessoas são atendidas nas unidades do Quitandinha, Centro, Retiro, Posse, Corrêas, Vale do Carangola, Itaipava e Madame Machado. Cada CRAS reúnem cerca de 80 mulheres nos grupos do serviço de convivência. A secretária de Assistência Social, Denise Quintella, reforça que grande parte das mulheres atendidas nos CRAS, busca estabelecer vínculos familiares, formar novas amizades e receber de uma forma lúdica, o tratamento de doenças como ansiedade ou depressão.

“A exposição veio celebrar esse momento só delas. Temos peças artesanais lindas que elas aprenderam a fazer através das oficinas promovidas nos grupos do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos e para nós é uma alegria saber que com esse trabalho elas estão conseguindo uma renda extra vendendo os produtos nas comunidades onde vivem”, afirma Denise Quintella.

O diretor de Proteção Social Básica, Rodrigo Lopes Camelo reitera que a exposição de arte foi apenas a primeira ação para valorização das artesãs e estímulo para que as assistidas mantenham a produção.

“O intuito principal foi justamente apoderar as mulheres para que elas desenvolvam suas potencialidades podendo até alcançar a autonomia financeira. Mas destacamos ainda que além das oficinas, todos os CRAS manterão uma agenda de palestra e ações voltadas de acordo com o perfil da comunidade ou até mesmo com as sugestões das usuárias. Muito do nosso trabalho é construído em conjunto com elas”, avalia o diretor de Proteção Social Básica, Rodrigo Lopes Camelo.

A secretária de Assistência Social, Denise Quintella, explica ainda que as Ações Sociais que estão sendo realizadas mensalmente em alguns bairros do município ofertando serviços da prefeitura também são importantes para divulgação dos Centros de Referência.

“Nós tivemos ações duas ações sociais no Vale do Carangola e na Comunidade Oswaldo Cruz que reuniram 2 mil pessoas em cada evento. Essas ações são importantes para que possamos divulgar nossos programas sociais e nossos serviços. Muitas pessoas passaram a buscar o CRAS depois das ações e a nossa proposta é realizar duas ações sociais a cada mês”, destaca Denise Quintella.

Os interessados em participar das aulas, palestras ou grupos de convivência devem buscar a unida mais próxima à residência.

Os Centros de Referências de Assistência Social estão localizados nos bairros:

CRAS Quitandinha
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço – Rua Alagoas, s/nº – Quitandinha.

CRAS Centro
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço – Rua Dr. Sá Earp, nº 39 – Centro.

CRAS Retiro
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço – Rua Henrique Dias, 221 – Retiro

CRAS Posse
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço – Estrada União e Indústria, S/N, ao lado do CIEP Gabriela Mistral (CEU da Posse).

CRAS Corrêas
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço. Rua Vigário Correa, 443 – Corrêas

CRAS Vale do Carangola
Horário de funcionamento: das 7h30 às 16h30, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço. Rua Waldemar Vieira Afonso, 19 – Antiga ONG – Vale do Carangola.

CRAS Itaipava
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço. Estrada União e Indústria, 11.860 – Itaipava

CRAS Madame Machado
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço. Rua Geraldo Lourenço Dias, s/nº (ponto final do ônibus 704) – Madame Machado.