Funcionários públicos das cidades de Petrópolis e Cachoeiras de Macacu, na região serrana do estado do Rio, estão paralisados reivindicando reparos salariais e melhorias na infraestrutura educacional dos municípios citados acima.

Os servidores de Cachoeiras de Macacu também se encontram com seus respectivos salários atrasados. Segundo o SEPE (Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação), parte dos funcionários receberam o pagamento de julho nesta segunda. O sindicato não informou quantos profissionais foram pagos, nem a porcentagem de adesão à greve.

Uma assembleia está prevista para acontecer nesta terça-feira, às 14h no Colégio Municipal Professor Carlos Brandão, no Centro de Cachoeiras de Macacu.

Há duas semanas os servidores públicos de Petrópolis começaram a greve e a paralisação têm aumentado conforme o decorrer dos dias. Dentre as reivindicações, está o reajuste salarial de 14% e a diminuição da carga horária semanal.

Passeatas estão sendo feitas diariamente nas ruas do centro histórico. Segundo a secretaria de educação, os profissionais serão descontados e temporários serão contratados para dar sequência ao ano letivo.

Por: Gabriel Malheiros