Lorena. Seria esse o nome da filha de Karolayne Nunes de Almeida Alves, de 19 anos, que perdeu o bebê após ser baleada na noite do último sábado na Fazendinha, no Complexo do Alemão. O bebê morreu ainda na barriga dela. Ela permanece internada em estado muito grave no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), no Hospital Municipal Miguel Couto, na Zona Sul, onde passou por uma cirurgia. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a jovem respira com ajuda de aparelhos.

“Começaríamos a preparar o enxoval do bebê agora. Meus pais estão muito abalados”, disse, emocionada, a irmã de Karolayne, Juliana Almeida. Ela disse que a família ainda não foi informada sobre os procedimentos a serem feitos com o bebê. Karolayne estava grávida de 23 semanas.

O carro do casal, um gol preto, foi levado para a 44ª DP (Inhaúma), onde passou por uma perícia. O veículo tem, pelo menos, três marcas de tiros na lataria. O vidro traseiro também foi atingido e ficou todo estilhaçado. Dentro do carro há ainda pelo menos cinco marcas de disparos no banco. A investigação foi transferida para a 45ª DP (Complexo do Alemão).