Governo federal vai repassar R$ 4,5 milhões para ação emergencial na Posse e Caxambu

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Portaria autorizando o repasse de recursos na ordem de R$ 4,5 milhões para atender emergencialmente as áreas do Caxambu e Posse atingidas pelas chuvas no início do mês foi publicada nesta quinta-feira (22.03) pelo Ministério da Integração Nacional. Ainda não há data estabelecida para o envio dos recursos que devem ser usados em até 180 dias. A prefeitura já estabeleceu em um plano de trabalho as ações emergenciais necessárias.

“A prioridade é restabelecer os acessos aos moradores em sua maioria agricultores rurais que precisam escoar produtos”, afirma o prefeito Bernardo Rossi frisando a celeridade do governo federal em atender a cidade. “Em 20 dias desde o primeiro temporal conseguimos apresentar ao governo federal as informações necessárias e ter agora a confirmação do recebimento dos recursos. A presença do ministro Helder Barbalho na cidade mostrou a atenção que nosso municio recebeu”.

O preenchimento de dados no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID) foi concluído em 10 dias e o plano de trabalho aprovado integralmente. Os recursos serão aplicados na limpeza de córrego e das galerias e redes de drenagem do município, recuperação de vias pública e proteção de encostas. Uma segunda etapa será empreendida pelo município buscando recursos para prevenção de desastres nas duas localidades.

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, visitou, dia 10, os locais afetados e garantiu o apoio da União, principalmente para o atendimento à população. O reconhecimento federal por situação de emergência foi realizado por procedimento sumário – diretamente pelo ministério quando ocorrem eventos de grande intensidade e impacto.

Engenheiros do Ministério da Integração Nacional fizeram uma vistoria técnica no Caxambu e Bela Vista nesta quarta-feira (21.03) para uma segunda fase de ação: identificar projetos de prevenção com contenção de encostas e drenagem nas regiões. Essas ações farão parte do Plano de Reconstrução das áreas atingidas, conforme decreto de Situação de Emergência em vigor no municio e reconhecido pelo governo federal.

Prefeitura busca recursos federais para prevenção em áreas de risco: 63 projetos apresentados
Uma das prioridades para a segurança da população em Petrópolis, uma das cidades recordistas em precipitação de chuvas e em desastres climáticos, é a prevenção com obras de contenção de encostas. Desde janeiro de 2017 a atual gestão articula com o governo federal a liberação de recursos para realização de intervenções para preservar vidas. São 63 projetos apresentados aos ministérios da Integração Nacional e das Cidades, entre novas intervenções e pedido de conclusão das já iniciadas, como o PAC das Encostas.

Ao Ministério da Integração Nacional, a cidade apresentou 20 propostas de obras de contenção de encostas, drenagem, recuperação de muros, reconstrução de pontes, entre outras, em Quitandinha, Floresta, Estrada da Saudade, Cascatinha, Retiro e Posse.

Outra frente de atuação junto ao governo federal é com o Ministério das Cidades. Petrópolis apresentou pedido de R$ 165 milhões em recursos para contenção em 25 locais. Também está repondo todo valor que foi arrastado de contas do PAC Encostas para o pagamento do funcionalismo no fim da gestão Municipal anterior e pagamento dívidas não honradas pelo governo passado. Até fevereiro, R$ 9,5 milhões foram devolvidos e, até junho, mais R$ 2 milhões serão pagos. A prefeitura aguarda para antes disso a liberação para retomada de oito intervenções do programa.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.