Governo do Estado inicia pacote de obras em Nova Friburgo e mais três municípios fluminenses

Investimentos somam R$ 25 milhões e incluem contenção de encostas, construção de praças e ponte e a revitalização de orla
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O dia foi repleto de longas viagens, mas o Governo do Estado cumpriu a promessa e deu ordem de início a um importante pacote de obras em quatro municípios fluminenses. As intervenções incluem obras de contenção de encostas e drenagem em Nova Friburgo; a construção de três praças, em Engenheiro Paulo de Frontin; uma ponte em Barra Mansa e a revitalização da Orla da Praia do Saco em Mangaratiba e somam mais de R$ 25 milhões em investimentos.

Apesar da agenda cheia por todo o estado, o secretário de Estado de Infraestrutura e Obras, Max Lemos, que representou o governador Cláudio Castro, estava otimista ao ver a importância das intervenções para os moradores das cidades contempladas. O gestor assinou, junto com os prefeitos e representantes das empresas responsáveis pela execução dessas obras, os documentos que autorizam o início das melhorias.

“O Estado está se empenhando ao máximo para ajudar os municípios fluminenses. Todas essas obras eram um desejo antigo da população que a gente vai ter a felicidade de poder realizar. Sem dúvidas, elas irão elevar a qualidade de vida dos moradores, além de garantir o desenvolvimento socioeconômico dessas regiões”, frisou Lemos.

As obras de contenção de encostas e drenagem Jardim Califórnia, próximo a Jardinlândia, Nova Friburgo, na Região Serrana, irão eliminar definitivamente os problemas enfrentados pela região desde a maior tragédia climática do país, em 2011, quando mais de 900 pessoas morreram e dezenas de pessoas desapareceram na Região Serrana. O método utilizado na obra inclui cortina atirantada próximo às residências; instalação de biomanta; solo grampeado nas imediações das vias de acesso; e muros de gabião; além de escadas hidráulicas na área de drenagem. O investimento é de R$ 16,7 milhões.

Além dessa obra, o Governo do Estado está investindo quase R$ 80 milhões só em obras de contenção de encostas em Friburgo. A obra do bairro Sui Sanglard  já foi entregue e teve um investimento de R$ 2,7 milhões. Outra intervenção está em andamento no Jardim Califórnia (R$ 4,5 milhões) e as de Vila Nova (R$ 36 milhões), Duas Pedras/Lazareto (8,9 milhões) e Floresta (3,5 milhões) estão em reta final de licitação.

No município de Engenheiro Paulo de Frontin, no Centro Sul Fluminense, foi dada a ordem de início para as reformas de três áreas de lazer, que terão investimento total de R$ 1,7 milhão. As praças contempladas são: a Wagner Medeiros, no bairro Jardim Novo Rodeio, a Júlio Nora, no bairro Santo Antônio e a praça principal localizada no distrito de Sacra Família. Entre as intervenções previstas estão: a reforma das quadras, construção de parque infantil e implantação de academia da Terceira Idade. Além dessas obras, já estão em andamento na secretaria os projetos para  a revitalização do Lago Azul, a construção do novo Pórtico da cidade, casas populares pelo Programa Casa da Gente, além da contenção de encostas, reformas de mais quadras esportivas.

Já em Barra Mansa, no Sul-Fluminense, foi dada a ordem de início para a substituição da Ponte Vereadora Ruth Coutinho, que se encontra parcialmente interditada. Os investimentos somam cerca de R$4,8 milhões e o prazo de conclusão é de seis meses. O pacote de intervenções prevê a construção de uma nova ponte, já que a antiga se encontra parcialmente interditada em função de danos estruturais sofridos por conta das cheias que ocorrem frequentemente no Rio Barra Mansa.

Moradora de Barra Mansa há nove anos, a doméstica Hellen Gonçalves (36) conta como as interdições da ponte atrasavam a vida da população: “Já há algum tempo que temos usado só uma pista para atravessar por conta dos problemas da ponte. Temos uma escola ali, alguns comércios, agora a tendência é melhorar o desenvolvimento para nossa região”, disse.

Já em Mangaratiba, um dos cartões-postais do município, a Praia do Saco, será totalmente revitalizada. Orçada em cerca de R$ 2,2 milhões, a obra inclui a instalação de ciclovia, calçadas acessíveis, padronização de piso, arborização, iluminação, áreas de lazer, entre outras melhorias. A previsão de entrega é para o segundo semestre do ano que vem.

A Dona Zeni Batista, 70 anos, é telefonista e mora há 32 anos na região da Praia do Saco, em Mangaratiba, e destacou que é a primeira vez que vê uma ação afetiva cuidando da orla: “Depois de tantos anos, podemos ver uma melhoria aqui pra região. Espero que melhore a Orla, a iluminação, a limpeza. É bom para os moradores daqui, pois também valoriza muito o nosso imóvel”, concluiu.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.