Foto: Governo do Estado de São Paulo

Governo do Estado entrega 316 moradias populares na zona Sul da capital

Unidades habitacionais foram viabilizadas em parceria com a Prefeitura de São Paulo.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O governador Rodrigo Garcia entregou nesta quinta-feira (5) 316 apartamentos da segunda fase do Conjunto Habitacional Chácara do Conde – Prefeito Bruno Covas, no Grajaú, zona sul da capital paulista. Os imóveis, construídos em parceria com a prefeitura, são destinados a famílias retiradas de moradias precárias situadas em áreas de risco na região dos mananciais.

“Essa região vai se transformar. Quando vem a moradia, também vem a demanda dos serviços públicos. Para fazer um novo bairro, precisamos de pedreiro, servente, engenheiro, arquiteto. Mas, sem as assistentes sociais, não é possível planejar a vida”, disse Rodrigo, ao lado do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, o secretário de Estado da Habitação, Flavio Amary, e o presidente da CDHU, Silvio Vasconcellos.

As famílias beneficiadas saíram de áreas de risco localizadas na região sul de São Paulo, como parte do Programa Mananciais, que tem como objetivo a despoluição das represas Billings e Guarapiranga, recuperação e proteção ambiental das áreas degradadas e obras de urbanização de favelas.

A CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) promoveu, com o apoio da Secretaria Municipal de Habitação, a habilitação das famílias beneficiárias para a comercialização das unidades habitacionais. Com 10 quadras, o empreendimento possui apartamentos de dois e três dormitórios, 10 zeladorias, sete salas de estudos, sete bicicletários, 10 centros comunitários e estacionamento. Todas as áreas de uso coletivo possuem rampas de acessibilidade.

O conjunto Chácara do Conde conta com duas fases de produção, totalizando 1.290 unidades habitacionais. A primeira fase, com 562 apartamentos, foi entregue em outubro de 2021. Nesta quinta, houve a entrega de 316 unidades habitacionais da segunda fase, e as demais 412 moradias têm previsão de entrega para o segundo semestre.

O Governo de São Paulo está investindo R$ 156,4 milhões nesse projeto habitacional, por meio de convênio com a CDHU. Além da construção das moradias, o Estado executou serviços de terraplanagem, infraestrutura, drenagem, saneamento, abastecimento de água, pavimentação e recuperação ambiental de cinco áreas verdes que somam 120,4 mil m² – uma delas vai se tornar um parque municipal.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.