Minas decreta situação de emergência de saúde pública em três regionais do estado por 180 dias, devido ao surto de febre amarela. Com o decreto, publicado neste sábado no diário oficial Minas Gerais,  os 94 municípios que integram as áreas de Belo Horizonte, Itabira (na Região Central) e Ponte Nova (Zona da Mata) podem fazer compras de insumos, materiais e contratar serviços com dispensa de licitação.

De acordo com o governo, a medida visa acelerar o processo de prevenção e busca de casos da doença, que já matou pelo menos 16 pessoas no estado. A medida é semelhante à tomada em 13 de janeiro do ano passado, envolvendo 152 cidades em situação de surto por febre amarela. O documento decreta ainda a reabertura da sala de situação criada naquele mês, logo depois de uma onda de mortes no Vale do Rio Doce.

Fonte: EM