Globo é condenada pela justiça a pagar valor milionário a ex-funcionário

O cinegrafista cobriu pela emissora carioca, 10 Copas do Mundo e nove Jogos Olímpicos
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Em um processo que está em tramitação na Justiça do Trabalho, a Globo foi condenada a pagar R$ 3,2 milhões para o cinegrafista Cleber Schettini. O profissional que trabalhou na Rede Globo de Televisão durante 46 anos entrou com uma ação judicial contra a instituição por entender que tinha direito ao recebimento de horas extras e outros direitos trabalhistas durante o tempo que prestou serviços para a empresa.

O cinegrafista cobriu pela emissora carioca, 10 Copas do Mundo e nove Jogos Olímpicos. O profissional saiu da Globo em fevereiro de 2018 e imediatamente entrou com a ação judicial contra a empresa. A defesa alegou que ele fazia horas extras e tinha jornada noturna aos domingos, porém não recebia os pagamentos totais pelo trabalho.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.