“Fotografo também faz malabarismo para conseguir uma boa foto”. A frase, dita por Alaor Filho, despertou ainda mais a atenção dos alunos da rede municipal que estão participando de uma oficina especial com o fotografo. Vencedor do prêmio Esso, em 2002, Alaor topou passar um pouco do seu conhecimento para alunos e servidores da rede municipal de Educação nessa semana. Além das dicas teóricas, o fotógrafo acompanhou os alunos em uma aula prática especial nessa quarta-feira (25.09).

A oficina com Alaor é uma iniciativa do Departamento de Capacitação e Formação Profissional da Secretaria de Educação. Participaram das aulas estudantes das escolas municipais Professora Maria Campos e Augusto Pugnaloni. As fotos dos participantes serão expostas na próxima edição do AgroSerra Imperial, que ocorrerá de 12 a 14 de outubro no Palácio de Cristal.

“É a segunda vez que tenho a oportunidade de promover essa oficina com os estudantes. É muito gratificante ver o resultado. Hoje, por causa da facilidade tecnológica, as pessoas tendem a registrar mais do que fotografar. E fotografia é paixão, é mostrar o encantamento pelo seu espaço e é isso que eu tento passar para esses jovens”, disse o fotógrafo.

Nas aulas os estudantes aprenderam, desde as técnicas básicas do funcionamento de uma câmera semiprofissional, até a composição ideal, posicionamento e aproveitamento da luz natural. “O olhar pode ser mais criterioso, com mais objetividade. A foto deve mostrar o olhar do fotografo, transmitir a paixão pela fotografia”, afirma.

A paixão de Alaor pela fotografia começou em 1986. “Fiz engenharia, mas me apaixonei pela arte. Passei pelos jornais Última Hora, JB, Globo e Agência Estado. Cobri seis copas e seis olimpíadas. O prêmio Esso chegou em 2002 e hoje me dedico à fotografia corporativa. É uma paixão que não acaba. É empolgante ver os resultados e a animação desses jovens”.

Na aula prática, os alunos de Alaor visitaram pontos turísticos de Petrópolis como Catedral, Casa dos 7 Erros e Palácio de Cristal e registraram novos ângulos.

“Aprendi muita coisa. Eu sou modelo e estou acostumada a posar para as fotos e não a fotografar. Adorei o resultado das fotografias que eu tive a oportunidade de tirar com o auxílio do professor. Conheci recursos diferentes e já posso dizer que a fotografia já está começando a virar um projeto futuro na minha vida”, contou Pamela dos Reis, aluna do 8º ano da EM Augusto Pugnaloni.

Miriã Silva Ferreira, aluna do 6º ano da EM Augusto Pugnaloni também ficou feliz. “Muito legal. Nunca pensei que iria gostar tanto de fotografia na vida!”, contou.

Rosângela Tanin é inspetora e participou do curso. Segundo ela, as fotografias tiradas nunca mais serão as mesmas. “Foi maravilhoso. Aprendi coisas que não tinha a menor noção e não prestava atenção nos recursos disponíveis até mesmo na câmera do celular. Tenho certeza que as minhas fotos não serão mais tremidas. Como disse o Alaor, até malabarismo podemos fazer para conseguir uma boa foto”, contou.

De acordo com a diretora do Departamento de Capacitação e Formação Profissional da Secretaria de Educação, Marcia Chiote, as fotos ficarão em exposição durante o Agroserra Imperial. “Agradecemos a parceria com o Agroserra que nos proporcionou esse curso maravilhoso. Tenho certeza que as fotos ficarão maravilhosas e esses alunos poderão usar todo o conhecimento para eternizar vários momentos marcantes das suas vidas”.