Na noite de ontem, em Mesquita, o Fluminense recebeu a Portuguesa da Ilha, num jogo decisivo para a ambição das duas equipes, que precisavam da vitória para manter vivo o objetivo de chegar as semifinais, entretanto, o zero não saiu do placar e as torcidas deixaram o estádio decepcionadas, principalmente a tricolor, que desde 1981 não via o time começar tão mal uma disputa de campeonato carioca.

No primeiro tempo o jogo foi muito truncado e as melhores oportunidades ficaram por conta da Portuguesa, que em um determinado momento do jogo chegou a ter o triplo de finalizações do que o tradicional adversário, ainda teve uma penalidade máxima cometida por Gum, que não foi assinalada pela arbitragem, o Fluminense criou perigo no final do primeiro tempo numa cobrança de falta de Sornoza.

Na segunda etapa, o Fluminense modificou-se do defensivo 3-5-2 para o ofensivo 4-3-3, que não surtiu tanto efeito, apesar da leve melhora, defensivamente o time ficou mais exposto e a Portuguesa criou inúmeras oportunidades mas esbarrou na falta de sorte e nos erros técnicos cometidos pelo seu setor ofensivo, nas arquibancadas protestos eram ouvidos contra a diretoria, principalmente Pedro Abad, presidente do clube, o flu ainda perdeu Sornoza expulso injustamente, na entrevista após o jogo, o técnico tricolor Abel Braga, disse que é praticamente impossível do time das Laranjeiras chegar a fase final do primeiro turno.

(imagem retirada do site futebol interior)