O Fluminense jogou pela terceira fase da Copa do Brasil no estádio Nilton Santos, recebendo o Avaí, que no ano passado acabou rebaixado a segunda divisão do campeonato brasileiro, mesmo assim, mantendo o treinador e a base do time que disputou as competições de 2017, incluindo o interminável meia Marquinhos.

O Fluminense abriu o placar com o jovem zagueiro Ibañez, que vem se destacando mais nessa nova safra de garotos lançados por Abel Braga neste ano, fazendo bons jogos na defesa, mesmo com as críticas da mídia especializada e dos torcedores ao setor desde a pré-temporada nos EUA.

Os catarinenses empataram com Moritz ainda no primeiro tempo, na etapa final o Avaí apostou nas brechas deixadas pelo tricolor nas Laranjeiras que tentou a qualquer custo vencer a partida, deixando os contra-ataques ao adversário e num erro na saída de bola tricolor, Rômulo fez o gol que decretou a vitória adversária.

Ao término do jogo, depois de ver a sequência de invencibilidade quebrada e insatisfeita com a má atuação do elenco na partida, torcedores protestaram nas arquibancadas e vaiaram o time, pedindo a saída do presidente Pedro Abad e a contratação de jogadores de melhor qualidade, na volta o Fluminense terá que vencer por dois gols de diferença para avanças na competição nacional.

(imagem retirada do site FluNews)