Fluminense demonstra heroísmo na Bolívia e está classificado na Sul Americana Mesmo derrotado por 2 a 0, time resistiu dentro do possível a 4 mil metros de altitude

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Na noite de ontem, o Fluminense jogou contra o Nacional da Bolívia em Potosí, a 4 mil metros de altitude, considerado um dos locais mais insalubres para a prática esportiva, por conta disso, o Fluminense perdeu Marcos Júnior no vestiário, que sentiu-se mal e não teve condições de ser relacionado.

Na primeira etapa, o time da casa aproveitando as condições favoráveis, atacou com intensidade em busca de descontar os 3 a 0 impostos pelo Fluminense no jogo de ida, o time esbarrou em uma belíssima atuação do goleiro Júlio César e da zaga tricolor, o Fluminense chegou a criar boas chances com Pedro e Pablo Dyego, sem sucesso.

No segundo tempo, Reina abriu o placar para o Nacional, em cobrança de pênalti ele chegou ao seu segundo gol no jogo, faltava um para levar a decisão para as penalidades, nos últimos minutos, o Fluminense não conseguia correr, apenas caminhava e mantinha de forma estática a sua disposição tática no campo, confirmando a alcunha de time de guerreiros, o time conseguiu chegar a classificação, a próxima fase será realizada após a Copa do Mundo.

(imagem explosão tricolor)

 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.