Na noite de ontem, o Fluminense jogou contra o Nacional da Bolívia em Potosí, a 4 mil metros de altitude, considerado um dos locais mais insalubres para a prática esportiva, por conta disso, o Fluminense perdeu Marcos Júnior no vestiário, que sentiu-se mal e não teve condições de ser relacionado.

Na primeira etapa, o time da casa aproveitando as condições favoráveis, atacou com intensidade em busca de descontar os 3 a 0 impostos pelo Fluminense no jogo de ida, o time esbarrou em uma belíssima atuação do goleiro Júlio César e da zaga tricolor, o Fluminense chegou a criar boas chances com Pedro e Pablo Dyego, sem sucesso.

No segundo tempo, Reina abriu o placar para o Nacional, em cobrança de pênalti ele chegou ao seu segundo gol no jogo, faltava um para levar a decisão para as penalidades, nos últimos minutos, o Fluminense não conseguia correr, apenas caminhava e mantinha de forma estática a sua disposição tática no campo, confirmando a alcunha de time de guerreiros, o time conseguiu chegar a classificação, a próxima fase será realizada após a Copa do Mundo.

(imagem explosão tricolor)