Flanelinhas acusados de extorsão no acesso ao Corcovado são presos

De acordo com as investigações, os acusados agiam no local cobrando estacionamento de visitantes do Cristo Redentor por meio de coação, violência e ameaças.

A Delegacia Especial de Atendimento ao Turista (Deat) e várias unidades especializadas da Polícia Civil realizam, nesta terça-feira (27), a Operação Redentor contra flanelinhas que cobram estacionamento de forma extorsiva na Praça São Judas Tadeu, no Cosme Velho, no acesso ao Corcovado, Zona Sul carioca. Cinco pessoas foram presas até o momento. A ação tem como objetivo cumprir mandados de prisão.

De acordo com as investigações, os acusados agiam no local cobrando estacionamento de visitantes do Cristo Redentor por meio de coação, violência e ameaças. Por conta disso foram indiciados e denunciados por associação criminosa e extorsão.

A 1ª fase da operação aconteceu em setembro do ano passado, quando os agentes prenderam dez pessoas. Na ocasião, a Guarda Municipal da Prefeitura do Rio e o Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTUR) da Polícia Militar apoiaram a iniciativa.

Após essa primeira ação, um inquérito foi instaurado para desbaratar a quadrilha. Durante a investigação, turistas prestaram depoimentos, e provas e vídeos que flagraram a ação dos flanelinhas foram coletados.

Fonte: Ascom PCERJ

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também