Na noite de ontem, o Flamengo visitou o Vitória em Salvador, no primeiro jogo das duas equipes no brasileirão, o rubro-negro estreou o novo técnico, o jovem Maurício Barbieri, o treinador mais jovem da primeira divisão, sendo um dos mais jovens a debutar no cargo na história do Flamengo.

Na saída de bola o Flamengo construiu seu primei gol com Lucas Paquetá, que levou incríveis 20 segundo iniciais do primeiro tempo para anotar o primeiro tento do time no campeonato nacional, um dos mais rápidos da história da competição e deste campeonato, apesar de estar na primeira rodada.

Aos nove minutos o árbitro marca penalidade máxima para o Vitória e expulsa o meia Everton Ribeiro, por supostamente ter colocado a mão na bola, para evitar um gol do time baiano, algo que não foi provado nas imagens de TV, na súmula o juiz alegou que ele teve a intenção e que o expulsou, ainda que, a falta não tivesse sido efetuada.

O time baiano converteu a penalidade com Yago e com a vantagem numérica em campo, impôs seu jogo, deixando o Flamengo acuado e com dificuldades para levar perigo ao adversário, ainda assim na etapa complementar o rubro-negro chegou ao segundo gol com o zagueiro Réver, quatro minutos depois o atacante Denílson empatou novamente a partida que terminou em 2 a 2, houve reclamação de impedimento no gol de Réver.

Assim que a partida foi encerrada a diretoria e o técnico do Flamengo demonstraram muita indignação contra as decisões do árbitro, teve dirigente falando em roubo e o presidente anunciou que protestaria formalmente na CBF, pois sente que não só nessa, mas, em outras partidas o time vem sendo prejudicado pelos árbitros.

(Imagem futebol baiano)