Firjan SESI prorroga Programa Testes Covid-19 para trabalhadores das indústrias até junho

Em Petrópolis, 3.077 trabalhadores de 80 indústrias já foram testados.

Com novo aumento nos casos do novo coronavírus em todo o país, a Firjan SESI estendeu o prazo do Programa Testes Covid-19 até junho de 2021. A estratégia de combate à doença teve início em abril do ano passado e testou colaboradores de 840 empresas, de 77 sindicatos espalhados pelo estado. Em Petrópolis, 3.077 trabalhadores de 80 indústrias já foram testados.

O objetivo do programa da Firjan SESI é agilizar o diagnóstico da Covid-19, contribuindo para evitar a propagação do coronavírus no estado e manter a capacidade produtiva da indústria, prezando pela saúde dos trabalhadores e da população. Para micro e pequenas indústrias, com até 100 empregados, o serviço continua sendo oferecido de forma gratuita. Este grupo poderá solicitar nova testagem dos seus colaboradores, caso seja necessário. Para as médias e grandes indústrias, os testes saem a preço de custo. As solicitações podem ser feitas pelo link https://bit.ly/32BMWZi.

Embora iniciada a imunização da população, ainda não há vacina para todos os brasileiros. Diante deste cenário, como estratégia de combate à Covid-19, a testagem em massa e o rastreamento de contatos (contact tracing) – detecção dos indivíduos que tiveram contatos com uma pessoa com o vírus – se mostram ferramentas importantes por fornecerem um maior número de informações. Essa combinação estratégica permite um maior potencial para a tomada de decisão e a gestão dos impactos causados pela pandemia do coronavírus.

“A combinação desses resultados ressalta a importância da testagem frequente, uma vez que mesmo sem apresentar sintomas, este trabalhador pode transmitir o coronavírus. Assim, a identificação mais rápida de indivíduos com Covid ajuda no combate do SARS-CoV-2”, destaca o pesquisador-chefe do Centro de Inovação SESI Higiene Ocupacional (CIS HO), Antonio Fidalgo.


O método do teste molecular RT-PCR realizado pela Firjan SESI é feito a partir da coleta de secreção da garganta e das narinas, sem procedimento invasivo, de fácil coleta e com capacidade de identificação do vírus antes mesmo do aparecimento dos sintomas. A contratação desse serviço é indicada para as indústrias que mantêm seu processo produtivo operando com trabalhadores de forma presencial.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Petrópolis recebe vacinas CoronaVac e Oxford/Astrazeneca do Governo Estadual

As doses de CoronaVac são destinadas à aplicação da segunda dose do esquema vacinal pendente. O lote de Oxford/AstraZeneca também deve ser usado exclusivamente para segundas doses, mas direcionadas ao grupo de pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente e outras pendências de segundas doses para essa vacina.