No próximo sábado (25), de 9h30 às 17h, jovens petropolitanos estarão reunidos no Fórum Social da Juventude para trocar experiências e debater diversos temas que estão relacionados com esta fase da vida e que também envolvem a elaboração de políticas públicas específicas para este segmento da população nas áreas de cultura, educação, saúde, participação social, direito à cidade, profissionalização, entre outros. Organizado pelos próprios jovens, o evento é gratuito, apoiado e promovido pelo Fórum Itaboraí: Política, Ciência e Cultura na Saúde, unidade da Fiocruz em Petrópolis. Além de debates e rodas de conversa, o evento contará com programação cultural, incluindo apresentações artísticas, rodas de rima, exibição de filmes, grafite, exposições e oficinas.

“O Fórum Social da Juventude foi uma proposta que sugerimos aos próprios jovens como parte das comemorações conscientes do Dia Internacional da Juventude, criado pelas Nações Unidas e celebrado em 12 de agosto. Nosso papel neste evento é apoiar a juventude na realização de um encontro de jovem para jovem, fomentando o pensamento crítico, a geração de ideias, as trocas e o diálogo e dando oportunidade de expressão para este grupo que têm demandas e propostas específicas, que visam a melhoria da qualidade de vida deles e também a responsabilidade com o futuro do planeta”, explica Felix Rosenberg, Diretor do Fórum Itaboraí.

João Ramos,17 anos, é um dos sete membros da comissão organizadora do Fórum Social da Juventude em Petrópolis, e conta que, no início, foram levantados muitos temas e que chegaram à programação do evento buscando contemplar a diversidade da juventude petropolitana. “E quisemos criar um espaço aberto, em que pudéssemos não só discutir temas importantes para nós, jovens, mas que pudéssemos também trazer os próprios jovens para apresentar seus talentos e curtirmos o dia”, complementa João.

Como tema central do Fórum está o panorama da juventude na cidade e no país. “A partir destas discussões, em que traremos para o diálogo também representantes do poder público municipal, nosso objetivo é redigirmos a Carta da Juventude de Petrópolis, um documento que registrará os principais pontos dos debates e as propostas deles decorrentes, que encaminharemos para os Conselhos Municipais e para a sociedade, por meio dos veículos de comunicação. E, a partir deste Fórum, esperamos desdobramentos, criando novos espaços e uma agenda permanente da juventude na nossa cidade”, conclui Natali Costa, 22 anos, também membro da comissão organizadora do evento.

O Palácio Itaboraí fica à Rua Visconde de Itaboraí, 188 – Valparaíso. A programação completa pode ser encontrada em www.facebook.com/forumitaborai e no site www.forumitaborai.fiocruz.br.

 

Fórum Itaboraí – Fiocruz

Inaugurado em 18 de outubro de 2011, como uma unidade especial da Presidência da Fiocruz, o Palácio Itaboraí abriga o Fórum Itaboraí: Política, Ciência e Cultura na Saúde. O Fórum é um espaço permanente de reflexão e geração de ideias, que tem como principal objetivo reunir intelectuais, cientistas, artistas, gestores e usuários de educação e saúde do Brasil e do estrangeiro, para gerar formulações de políticas e práticas tendentes a reduzir as desigualdades sociais na saúde. O Fórum também desenvolve ações comunitárias que permitam pôr em prática atividades inter e transetoriais destinadas a contribuir com a redução de desigualdades sociais. Entre essas práticas se destaca o Arranjo Produtivo Local de Plantas Medicinais, incluem-se a disponibilização de espaços de estudos com acesso a bibliotecas virtuais; atividades de inserção digital; de apoio à capacitação tecnológica para trabalhadores de saúde; debates culturais, projetos, eventos, concertos e exposições de artes e cultura, entre outras.

 

Fonte: Fórum Itaboraí – Fiocruz

Crédito da foto: Editora Fiocruz