No próximo domingo (27.05) acontecem as finais de vôlei e futsal do Campeonato Universitário Petropolitano (CUP). As partidas decisivas acontecem na quadra do Serrano, a partir das 14h. As duas modalidades reuniram 300 atletas, em 11 atléticas de cinco universidades diferentes da cidade. A competição conta com o apoio da prefeitura desde o ano passado, através da Superintendência de Esportes e Lazer.

No segundo semestre, será a vez dos jogos de handebol, basquete e futebol de 7. Ao todo, mais de mil universitários participam do CUP, entre atletas, comissão técnica e torcedores. Assim como no esporte estudantil, a prefeitura investe e acredita no desenvolvimento dos atletas. Hingo Hammes, superintendente de Esportes e Lazer, destacou a importância da competição para a cidade.

“Acreditamos muito no potencial do esporte universitário, que revela grandes jogadores em diversos países pelo mundo. O maior exemplo é o Estados Unidos, que oferece toda a estrutura para o desenvolvimento dos esportistas universitários. Também é uma forma de motivar os alunos, que gostam de participar de eventos como esse”, garante Hingo.

Leonardo Kronemberger, organizador do CUP, espera que mais cursos participem do torneio no segundo semestre. “Em agosto, começam os jogos de handebol, basquete e futebol de 7. Nossa ideia é ter um calendário de atividades durante o ano inteiro, reunindo ainda mais universitários”, comentou.

Além do apoio aos jogos universitários, a prefeitura também trabalha investe nos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (JEUPs). Neste ano, 44 escolas confirmaram a participação, sendo que em 2017 foram 41. Em 2016, haviam sido 19 colégios. Mais de 2 mil alunos devem participar do torneio, que acontece em três categorias: sub-13, 15 e 18. São nove modalidades em disputa, sendo cinco coletivas: basquete, futebol de campo, futsal, handebol e vôlei; e quatro individuais: tênis de mesa, xadrez, judô e atletismo.

“Nosso objetivo é aumentar o número de jovens praticantes de atividades físicas e os jogos estudantis são parte importante desse processo. Um dos objetivos da prefeitura é garantir mais saúde e bem-estar para os petropolitanos, começando com as crianças e os adolescentes”, completa Hingo.

 

Foto: Daniel Câmara