Filme sobre Chorão, do Charlie Brown Jr., ganha prêmio de Melhor Documentário Brasileiro A produção, dirigida por Felipe Novaes, recebeu o prêmio pela 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Na última quarta, 30, o filme Chorão: Marginal Alado, dirigido por Felipe Novaes, ganhou o Prêmio do Público de Melhor Documentário Brasileiro na 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. O registro imprime as várias nuances de Chorão, vocalista da Banda Charlie Brown Jr., e conta com entrevistas de familiares, amigos, companheiros de banda e do skate. Além disso, personalidades como Serginho Groisman, João Gordo, Marcelo Nova, Zeca Baleiro e Digão, do Raimundos, estão na produção.

O diretor do longa cita a capacidade do cantor reunir público e do intuito da produção do filme, que é promover encontros, “o Chorão tinha a capacidade de reunir pessoas de diferente tribos, sons e cenas. E essa é uma das mensagens que o nosso setor [o cinema] também pode passar, a gente promove encontros, um filme só se faz de encontros”, comenta o diretor Felipe Novaes.

Chorão: Marginal Alado chegará aos cinemas brasileiros em 2020, com duração de 75 minutos e indicação para maiores de 14 anos. O documentário é uma produção da Bravura Cinematográfica, co-produzido pela Viacom International Studios e tem distribuição da O2 Play.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.