Com boa parte das cenas gravadas em Petrópolis, o filme “Chacrinha: O Velho Guerreiro” abriu o III Festival Imperial de Cinema de Petrópolis, na noite desta quarta-feira (28.11), no Palácio Quitandinha – uma das locações do longa. Atores da obra e o produtor executivo, o italiano Cosino Valério, prestigiaram a abertura do evento, assim como o prefeito Bernardo Rossi. O Festival de Cinema, que reúne cultura e entretenimento desde 2016, é totalmente gratuito e vai acontecer até o dia primeiro de dezembro. Mais de 8 mil pessoas devem passar pelo evento, que conta com o apoio da prefeitura de Petrópolis.

“Nossa equipe está muito focada na indústria do entretenimento e em trazer para Petrópolis grandes produções. O filme do Chacrinha foi uma delas. Mas também tivemos este ano gravações como a minissérie da HBO sobre a vida de Santos Dumont, entre outras. Estamos muito felizes de mais uma vez prestigiar e participar desse festival, que é importantíssimo pra cultura da nossa cidade”, frisa o prefeito.

Com exibição no Teatro Mecanizado, onde passam cenas do filme, o público ficou encantado com a trama que conta a história do icônico apresentador e radialista, vivido por Stepan Nercessian na fase adulta e Eduardo Sterblitch quando jovem.As cenas na Cidade Imperial encheram de orgulho os petropolitanos.“Queria agradecer toda a prefeitura por ter acolhido o filme do Chacrinha aqui na cidade, foi uma experiência muito boa porque, graças à prefeitura, foram uma inovação para um filme histórico no Brasil. A critica reconheceu que usamos locações novas. O cuidado que todo mundo teve conosco durante a produção aqui foi impecável”, ressalta Cosino Valério.

“Chacrinha: O Velho Guerreiro” foi apenas o primeiro filme do evento, mas ao longo da programação serão exibidas outras obras inéditas na mostra de longas-metragens.  O III Festival de Petrópolis preparou também mostras paralelas, que vão contar com produções infantis, curtas-metragens realizados por profissionais e alunos de cinema da cidade, além de uma mostra com filmes franceses, que será realizada no restaurante Clube do Filet, na Rua Ipiranga. A programação completa do festival já está disponível no site oficial: www.festivaldepetropolis.com

“O festival é importante para que as pessoas acordem e valorizem a cultura”, destaca Daniela Monteiro, uma das organizadoras. “O evento é muito importante para valorizarmos o segmento na cidade, além de criarmos entretenimento aos petropolitanos”, completa o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

O festival tem como missão principal exaltar a importância da preservação de nossa história e memória e também fomentar o planejamento e a prospecção de um futuro melhor no cinema, nas artes, na cultura e na vida brasileira. “O evento vai trazer 11 longas-metragens, muitos que não chegariam até aqui nos cinemas. É o fortalecimento da nossa cultura”, frisa o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), Leonardo Randolfo.

“O Festival de Cinema é mais uma programação que traz para Petrópolis visitantes e turistas, movimentando as cadeias hoteleiras e gastronômicas nessa época do ano tão especial para a cidade. A estreia com o filme do Chacrinha é ainda mais especial porque exalta a história da cidade. O segmento cinematográfico está em constante crescimento e Petrópolis tem tudo para receber grandes produções”, explica o secretário de Desenvolvimento Marcelo Fiorini.