Evento teve impacto de R$ 131 milhões na economia do Estado, segundo levantamento da FGV divulgado pela Secretaria Estadual de Turismo

A realização do Festival de Inverno de Campos do Jordão criou 1.844 empregos e permitiu a arrecadação de R$ 17,4 milhões em impostos no município neste ano. A Secretaria Estadual de Turismo e a Secretaria Estadual de Cultura divulgaram um balanço do evento nesta terça-feira (30/7), segundo levantamento feito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Encerrada no último domingo, a 50ª edição do festival reuniu público recorde de 151 mil pessoas. O evento teve um impacto R$ 131 milhões na economia do Estado de São Paulo, frente ao custo de realização que foi de R$ 7,84 milhões. Pela primeira vez, o festival foi 100% bancado por patrocínios e sem o uso de leis de incentivo.

“Esse ótimo resultado consolida a região como um dos maiores destinos turísticos de inverno do Brasil. Comprova que o turismo ligado à cultura, com eventos de qualidade, geram empregos e desenvolvem não apenas a economia da região, mas do Estado de São Paulo como um todo”, disse o Secretário estadual de Turismo Vinicius Lummertz.

A cidade recebeu mais de 670 mil visitantes durante os 31 dias de festival, um aumento de 6,7% em comparação ao ano passado. A taxa de ocupação hoteleira chegou a 95% nos finais de semana – em 2018, foi de 85%. Os principais gastos dos turistas foram em alimentação, compras, hotelaria, atrações turísticas e transportes, nesta ordem.

Para celebrar o sucesso desta edição, o Governo do Estado realizará no próximo domingo (4/8), no Parque do Ibirapuera, o bis do concerto que reuniu a Orquestra Jazz Sinfônica e o músico Carlinhos Brown. Às 11h, com entrada gratuita.

PRINCIPAL DESTINO DE INVERNO

O interior paulista está entre os destinos mais procurados pelos brasileiros em julho, segundo levantamento recente da Abav (Associação Brasileira de Agências de Viagem). O destaque é Campos do Jordão, que chega a receber 1,5 milhão de turistas nesta época, turbinado pelo Festival de Inverno, que neste ano terminou em 28 de julho.

Como obras de infraestrutura são essenciais para atrair mais visitantes, no primeiro semestre deste ano, a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo liberou R$ 70,5 milhões para beneficiar 97 cidades por meio de convênios com o DADETUR (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos). “Aceleramos o ritmo para que estas cidades possam desenvolver suas ações de turismo e estejam mais preparadas para aumentar o fluxo de visitantes”, observou o Secretário Lummertz.

Apenas para Campos do Jordão, foram repassados R$ 2,4 milhões em convênios em andamento no município. As obras incluem urbanização do eixo principal e entorno do Portal e Capivari, infraestrutura em vias e áreas de interesse turístico no município, reformas de calçadas, iluminação e acessibilidade.

Fonte: Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo