A campanha do agasalho da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias recolheu cerca de duas mil peças de frio, entre camisas de manga longa, calças, casacos e cobertores. O encerramento aconteceu nesta sexta-feira (13.07) com uma Festa Julina solidária na sede da instituição. O evento contou com comidas e bebidas típicas, brincadeiras e música ao vivo para mais de 300 pessoas que doaram alguma roupa de frio como ingresso para festa. As ações com cunho social fazem parte do Plano Inverno de Petrópolis 2018, que busca enfrentar as ameaças da estação com ações em dois eixos: operacional e humanitário.

O material arrecado será entregue na semana que vem para a Secretaria de Assistência Social (SAS), que vai realizar a distribuição do material para instituições carentes do município. Seguindo a vertente da ajuda humanitária, a Defesa Civil realiza anualmente a campanha do agasalho pensando na população mais carente da cidade.

“Sabemos que durante o inverno o frio em Petrópolis é bastante rigoroso. Nesta semana, por exemplo, os termômetros chegaram a marcar 3º. Apesar da crise econômica que o país vem passando, os empresários da cidade entenderam o objetivo da nossa campanha. Conseguimos um resultado bastante positivo e vamos ajudar um grande número de pessoas”, afirma o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

“Esse material é destinado a quem mais precisa. É uma contribuição muito importante, que leva um pouco de conforto para estas pessoas nesta época em que as temperaturas caem muito. Agradecemos a todos que contribuíram”, diz a secretária de Assistência Social, Denise Quintela

Aberta para a população, a Festa Julina solidária contou com comidas e bebidas típicas, com barracas de salsichão, canjica, pipoca doce e salgada, paçoca, maçã do amor e caldos de ervilha e aipim. A música ficou por conta do DJ Bruno Barros, que envolveu o público no arrastar o pé. O evento teve espaço também para a criançada, com algodão doce, cama elástica e piscina de bolinhas.

“Amei a festa. Nossas crianças além de terem sido tratadas com muito carinho, se divertiram bastante e comeram muito bem. Estava tudo uma delícia, inclusive a música. Ano que vem vamos esperar ansiosas a festa novamente, que também contribui para melhorar a vida do próximo”, afirmou a vendedora Karina Albuquerque, que soube da Festa Julina solidária pelas redes sociais e entregou uma bolsa de agasalhos para doação.

A estudante Karina Souza também aproveitou as comidas típicas. Ela conta que trouxe doações de toda a família. “Tem roupa que a gente até esquece que está no guarda-roupa, mas estando em bom estado, é importante ajudar o próximo. Aproveitei também as delícias desse tipo de festa, que eu gosto muito”, comentou.

Além do eixo humanitário, seguem os trabalhos operacionais do Plano Inverno 2018 de Petrópolis. Foram realizadas seis operações preventivas aos incêndios florestais com o auxílio do drone da Defesa Civil. A ferramenta permanece disponível para os órgãos ambientais e para o Corpo de Bombeiros, em caso de incêndios florestais. O sobrevoo com o equipamento permite que os brigadistas e militares tenham acesso aos detalhes nas regiões de mata fechada.

 

Campanhas do eixo humanitário são realizadas desde o ano passado

 

No ano passado, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias promoveu uma campanha de recolhimento de agasalhos e arrecadou 2.300 peças, que foram entregues para instituições carentes do município.

 

Também dentro o eixo humanitário, a Secretaria de Defesa Civil arrecadou ainda chocolates, colaborando com a Páscoa da Sociedade Pestalozzi; distribuiu rosas em lares de idosos da cidade no Dia das Mães, organizou a doação dos agentes no Banco de Sangue Santa Teresa no Dia Mundial do Doador de Sangue, além de entregar para a Creche Santo Antônio, da Paróquia de Santo Antônio e Santo Agostinho em Nogueira, 108 pacotes de fraldas, totalizando 2.412 fraldas infantis.

 

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Crédito da foto: Divulgação / Ascom PMP