Feiras de artesanato serão realizadas ao longo do ano no Palácio de Cristal

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Com 11 associações, Petrópolis já firmou sua tradição no artesanato. E essa vocação vai estar ainda mais presente este ano, principalmente no Palácio de Cristal. Feiras de artesanato serão montadas no atrativo durante todos os meses do ano, quando o espaço não estiver recebendo eventos do calendário oficial da cidade. A primeira de 2018 aconteceu no último fim de semana e reuniu artigos como crochê, tricô, saboaria, confecção artesanal, marcenaria, entre outros. Os artesãos também não ficarão de fora dos eventos e já têm lugar garantido em todas as grandes festas promovidas pela prefeitura.

“Queremos atrair os turistas, mas valorizando tudo o que temos de melhor em Petrópolis. Vamos mostrar o que produzimos aqui e, assim, aquecemos também a economia. É uma oportunidade para aquela pessoa que faz o seu produto em casa consiga vender em uma grande festa, como a Bauernfest, o Natal Imperial, e também tenha lugar dentro de um dos atrativos mais visitados da cidade, que é o Palácio de Cristal. Esse é um compromisso nosso com os artesãos”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

Desde o ano passado, a Turispetro vem firmando parcerias com as associações de artesanato. No Palácio de Cristal serão seis feiras em 2018 nos meses sem evento oficial e cada mês receberá duas associações. As datas foram sorteadas. Como uma ficaria sem par, foram convidados representantes do Mercado Germânico para completar o cronograma. A parceria vai proporcionar que o Palácio ganhe movimento nos períodos de baixa temporada e também dará oportunidade de os artesãos mostrarem o trabalho ao turista e ao petropolitano que visita o atrativo.

Segundo o presidente da associação Raízes do Oficio, Marcelo Xavier, que participou desta primeira feira do ano – de 15 a 18 de fevereiro -, apesar da baixa temporada, o movimento valeu a pena para os artesãos. “Tínhamos aqui até pessoas vendendo fantasias na parte de confecção artesanal e elas foram vendidas para quem ainda queria aproveitar a ressaca de Carnaval. Apesar de não estarmos no período de mais movimento turístico para Petrópolis, o movimento foi muito bom”, explica.

 Para o secretário da Turispetro, Marcelo Valente, este é um dos principais objetivos da pasta: fomentar a economia. E a parceria com os artesãos têm dado certo. “Estamos valorizando os produtos da cidade e isso tem sido um sucesso absoluto, não só com o artesanato, mas também com a nossa gastronomia, cervejas, entre outros”, avalia.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.