Feirão Limpa Nome: equipe do Procon vai às ruas convidar população para ação e explicar como funcionam os acordos Nesta quinta-feira (23), a equipe do órgão foi às ruas para conversar com as pessoas e explicar quais dívidas pode entrar em acordo, quais documentos são importantes levar e como proceder para realizar as negociações de maneira efetiva.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Com mais de 2.700 pessoas beneficiadas em suas duas primeiras edições, o Feirão Limpa Nome, que ocorre a partir da próxima segunda-feira (27.01), promete, mais uma vez, negociar dívidas com abatimentos que podem ser superiores a 90%. Nesta quinta-feira (23), a equipe do órgão foi às ruas para conversar com as pessoas e explicar quais dívidas pode entrar em acordo, quais documentos são importantes levar e como proceder para realizar as negociações de maneira efetiva.

Na primeira edição de 2020, as empresas que irão participar são as varejistas Casas Bahia e Ponto Frio; de telefonia, internet e TV a cabo, Oi, Claro, Tim, Vivo, Sky, Net e Tech Cable; os bancos Santander, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú; a administradora de cartões de crédito Servir Card, além das concessionárias Enel e Águas do Imperador e pôr fim às empresas locais Gisele Jeans e grupo Bico da Bota. Todas negociações serão acompanhadas e homologadas pela equipe do Procon.

A 3ª edição ocorre até 31 de janeiro, das 09h às 16h, na sede da Prefeitura, na Avenida Koeler. “Pela nossa experiência, ir nos primeiros dias de feirão é melhor, uma vez que muita gente deixa para regularizar suas pendências nos últimos dias da ação”, explica o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

Para negociar, basta levar um documento de identidade com foto, CPF, comprovante de residência e os boletos das dívidas. Ao chegar na sede da Prefeitura (Avenida Koeler, 260), a pessoa será direcionada à Casa dos Conselhos, onde as empresas estarão dispostas em estandes. O consumidor irá receber uma senha, de acordo com a empresa para a qual quer a negociação, e aguardará sua vez para ser chamado, mas caso ele queira negociar com mais uma empresa, ele poderá fazer após o primeiro acordo ser firmado solicitando uma senha.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.