Foto: Divulgação

Faetec vai distribuir kit alimentação para as famílias vulneráveis na próxima semana

Benefício será oferecido para alunos matriculados na Educação Básica.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A partir da próxima semana, a Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), instituição vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), começa a distribuir kit alimentação para os estudantes matriculados na Educação Básica. Mais de 3 mil cestas serão entregues, na primeira remessa, às famílias cadastradas como hipossuficientes (renda muito baixa).

  • O objetivo é contribuir na segurança alimentar dos alunos até que as aulas presenciais retornem, uma vez que as atividades permanecem remotas como medida de segurança contra a Covid-19. Temos ciência da urgência que as famílias têm de receber os kits. Por isso, o nosso empenho em oferecer esse benefício – enfatiza João Carrilho, presidente da Faetec.

Serão atendidas prioritariamente as famílias incluídas no Cadastro Único (CadÚnico), utilizado para programas sociais do Governo Federal, como Bolsa Família. A logística de distribuição será definida por cada escola, com a convocação dos responsáveis para a retirada das cestas por meio de agendamento, para que não cause aglomeração e com o distanciamento necessário das pessoas que estão no local.

A depender da quantidade de estudantes atendidos, a ação poderá ser realizada em diferentes dias e turnos. Portanto, nem todas estarão entregando os kits no mesmo dia. O kit é composto por gêneros alimentícios que possam reforçar a alimentação dos alunos em casa. Cada cesta pesa cerca de 17 quilos e tem 83 itens, entre eles: arroz, feijão, leite, óleo, suco, biscoito e bolo.

  • A distribuição desses kits de alimentação é uma ação que vai contribuir para minimizar os efeitos sociais e econômicos causados pela pandemia. Desse modo, nossos alunos e suas famílias terão um importante reforço para colocar comida à mesa. Esse momento é de união, sobretudo, para ajudar quem mais precisa – destacou o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Dr. Serginho.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Lei estimula empreendedorismo feminino no Estado do Rio

O objetivo é transformar as mulheres em líderes empreendedoras e estimular a elaboração de projetos como forma de viabilizar alternativas de trabalho e renda, além de estabelecer diretrizes para a criação de políticas públicas estaduais que possam gerar desenvolvimento econômico ao estado.

Comentários estão fechados.