Reprodução/TV Bahia

Extintas na natureza, ararinhas-azuis nascidas na Alemanha chegam à Bahia A espécie desapareceu por completo da natureza após ser alvo de traficantes e caçadores

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Cinquenta e duas ararinhas-azuis, espécie extinta na natureza há quase 20 anos, chegaram na cidade de Curaçá, na Bahia, na última semana. As aves nasceram na Alemanha, em cativeiro.

Um macho da espécie, encontrado em 1995 pelo Fantástico, da TV Globo, foi o último animal visto na natureza. Biólogos tentaram, na época, induzir o acasalamento com uma fêmea, nascida em cativeiro, mas não funcionou. Depois, o macho desapareceu.

Alvo de caçadores e traficantes, a ave desapareceu por completo da natureza. Sob proteção da Polícia Rodoviária Federal, 52 delas foram trazidas para o local de origem da espécie, Curaçá. Antes da soltura, elas ficarão em viveiros de dois mil metros quadrados no meio da Caatinga e serão acompanhadas por biólogos e veterinários, que submeterão os animais a treinamentos de readaptação.

O projeto tem o apoio de uma ONG alemã e de entidades brasileiras, além do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Como a espécie depende da árvore Caraibeira para se reproduzir, 120 mil hectares da Caatinga foram transformados em unidades de conservação.

Fonte: Anda

Crédito da foto: Reprodução/TV Bahia

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.