Exposição gratuita na Baixada retrata a vida dos refugiados

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Objetivo do projeto do Sesc RJ é sensibilizar sobre a questão do refúgio

Até o dia 24 de julho acontece no Caxias Shopping, na Baixada, a exposição “Em Casa, no Brasil”. O evento tem entrada franca e é fruto da parceria entre o Sesc RJ e o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur). O visitante terá uma experiência imersiva nas histórias de descolamentos forçados, poderá conhecer uma RHU (unidade habitacional criada pela ONU para abrigos e campos de refugiados) e participar de palestras e cursos com migrantes de diversas partes do mundo, que hoje vivem no Brasil.

O público poderá visitar o interior de uma unidade habitacional, ver fotos de refugiados pelo mundo e ouvir as vozes dessas pessoas contando suas histórias, em uma experiência sonora impactante. Essa é a primeira vez que o projeto é apresentado em um shopping no Estado do Rio. Uma oportunidade para aproximar o público dessa questão humanitária.

O objetivo do projeto é sensibilizar sobre a questão do refúgio, contribuindo para melhorar a recepção dessas pessoas, reduzir a xenofobia e preconceitos e construir um ambiente favorável socialmente para a integração dessas pessoas.

O evento terá ainda exibição de filmes que contam a história de refugiados e uma exposição com 52 fotos registradas em diferentes partes do mundo por fotógrafos da ONU. As imagens revelam as crises do deslocamento forçados em países como Síria, Sudão do Sul, República Democrática do Congo e Mianmar. As imagens também contam histórias de crianças, homens e mulheres que abandonaram suas casas, devido a violações de direitos humanos. Segundo o Acnur, mais de 68 milhões de pessoas no mundo encontram-se fora dos seus locais de origem. Guerras, conflitos e perseguições são alguns dos principais motivos do êxodo.

O Sesc RJ tem entre suas premissas atuar para melhorar a qualidade de vida dos comerciários, dos cidadãos cariocas, fluminenses e residentes da cidade e estado do Rio de Janeiro, portanto, abrigar o festival é uma forma de conscientizar a população sobre os problemas sociais e mostrar que há maneiras para integrar essa população ao cotidiano e cultura carioca e fluminense.

Além disso, o Sesc RJ tem por objetivo se tornar pioneiro em projetos sociais voltados para o tema do refúgio e quer marcar posição como instituição que tem atuação significativa nos debates sociais importantes contemporâneos. Em suas diretrizes gerais do quinquênio tem, por exemplo, como condição desenvolver valores da qualidade de vida e afirmação de direitos, pontos nevrálgicos quando o tema é refúgio

Programação

Até 24 de julho – Visitação da HRU – diariamente das 14h às 20h

Até 19 de julho (14h às 18) – Curso de imersão – Impactos ambientais e fluxos migratórios

O curso vai discutir a situação dos refugiados ambientais, pessoas que são obrigadas a deixar seus lares e países devido as tragédias ambientais e qual o impacto que essa migração terá no novo ambiente em que são inseridos.

16 de julho (15h às 17h) – Curso de Imersão – Impactos sociais e legislação de refúgio

O curso trata das questões sociais e da legislação que tratam das questões sobre o acolhimento de pessoas em situação de refúgio.

21 de julho (15h às 17) – Curso de Imersão – Impactos do refúgio no desenvolvimento infantil

Quais são as dificuldades enfrentadas pelas crianças no refúgio? Sendo elas as mais impactadas por estarem em uma situação maior de dependência familiar e social. Como é a para elas recomeçar a vida em uma nova cultura?

23 de julho (15h às 17h) – Curso de Imersão – Refugiados e empreendedorismo

Refugiados que mesmo encarando uma nova realidade e desafios dão uma guinada, conseguem empreender e ainda contribuir para economia local.

Serviço

Evento ‘Em Casa, No Brasil’

Data: de 11 a 24 de julho

Horário: 14h às 20h

Local: Caxias Shopping – Rodovia Washington Luiz, 2895, Duque de Caxias, RJ.

Telefone: (21) 2430-5110 ou WhatsApp (21) 9-9305-3611.

Classificação livre

Entrada franca

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.