Tropas do Exército iniciaram, na tarde desta sexta-feira, um cerco à Rocinha, na Zona Sul, conforme havia sido anunciado mais cedo pelo general Mauro Sinot, chefe do primeiro comando militar. A primeira equipe a chegar à comunidade foi o destacamento avançado de reconhecimento e comunicação do Exército. Pela manhã, um forte tiroteio levou pânico a moradores da comunidade e do entorno e provocou o fechamento da Autoestrada Lagoa-Barra por quatro horas.

O efetivo total destinado à missão é de 950 homens. Mais cedo, o general Sinot informou que as Forças Armadas estão prontas para atuar em apoio às ações da Polícia Militar na Rocinha, que desde o o último fim de semana se tornou palco de uma guerra entre facções ligadas aos traficantes Nem da Rocinha e Rogério 157.

Extra